header top bar

section content

Presidente do Coren fala sobre polêmica nas eleições do órgão e rebate imprensa “sensacionalista”. Confira!

Ronaldo explicou a polêmica em que é acusado e afirmou que tomará as medidas cabíveis ao caso

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

13/07/2017 às 13h18 • atualizado em 13/07/2017 às 19h05

Ronaldo presidente do Coren-PB (Foto: Diário do Sertão)

Uma polêmica envolvendo a sucessão da diretoria no Conselho Regional de Enfermagem do Estado da Paraíba (Coren-PB) tem sido discutida nas últimas semanas nas redes sociais de toda a Paraíba.

O atual presidente do órgão de enfermagem Ronaldo Beserra, está sendo acusado de impedir que chapas de oposição a sua, se candidatem a concorrer a eleição para se beneficiar.

Em contato com a redação do Diário do Sertão, Ronaldo explicou toda a polêmica envolvendo o seu nome e afirmou que não é candidato e não declarou apoio a ninguém, e que as inscrições para de novas chapas para concorrer as eleições passaram por um processo que foi analisado por uma Comissão Eleitoral independente, o qual o mesmo não tem acesso, e tudo segue o que preconiza o Código Eleitoral dos Conselhos de Enfermagem, e que o processo ainda está em andamento e cabe recurso àquelas chapas que se sentiram prejudicadas.

Através de suas redes sociais, ele se pronunciou pelo ocorrido e divulgou nota a toda a classe de enfermagem e a imprensa. Veja a nota completa!

“Amigos e amigas de enfermagem da Paraíba, esse tem sido meu trabalho está aonde a profissão e o cidadão está.

Eu, Ronaldo Miguel Beserra, atual presidente do Coren-PB, gostaria de esclarecer sobre mentiras publicadas em blogs a serviço de pré-candidatos. Não tenho medo, pois aqueles que me conhecem e acompanham o meu trabalho no Conselho sabem da minha integridade e o quanto tenho lutado pela enfermagem paraibana nos últimos anos. Antes de ser uma pessoa pública, sou pai de família e tenho uma carreira a zelar, por isso venho me pronunciar. Estou acompanhando “matérias” sensacionalistas, carregadas de insinuações, mas vazias de provas substanciais e sem o direito básico de me posicionar sobre o assunto. Onde estão os princípios da ética, da moralidade e do direito ao contraditório? Fica, assim, explícito que tais vinculações possuem unicamente o intuito de denegrir minha imagem de maneira irresponsável e isso não posso permitir. De tal modo, tomarei as medidas cabíveis! O fato é: relatam que teria eu o direito de indeferir a inscrição de chapas para o pleito eleitoral 2017. Entretanto, não sou candidato e não declarei apoio a ninguém. A Resolução Cofen 523/2016, que informa todas as regras para a candidatura aos Conselhos está divulgada desde 2016, com todo passo a passo para democraticamente todos participarem, foi um processo de divulgação de uma eleição nunca visto e que garantimos em nossa gestão. Deixo claro que o processo foi analisado por uma Comissão Eleitoral independente, seguindo o que preconiza o Código Eleitoral dos Conselhos de Enfermagem. Informo ainda que o processo está em andamento e que cabe recurso àquelas chapas que se sentiram prejudicadas. Estou concluindo meu segundo mandato eleito democraticamente, através do voto direto, e espero que esta eleição aconteça da mesma forma, vencendo aqueles em que a categoria julgar que tenham as melhores propostas e que gere representatividade. Desejo, principalmente, que o trabalho desenvolvido durante a gestão do plenário o qual faço parte continue avançando. Dou a minha vida pela enfermagem paraibana e espero que meus sucessores também se doem como fiz.”

Ronaldo está a frente do Coren há 6 anos  e desempenha seu trabalho de forma responsável e tem amor pelo que faz. Ele é muito querido pelos profissionais de enfermagem e não mede esforços para tornar a profissão cada dia mais reconhecida em todo o estado.

PORTAL DIÁRIO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Corpo jovem desaparecida é encontrado em avançado estado de decomposição; amiga fala da relação com o ex

AO VIVO

ESPECIAL: Sessão da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba em Cajazeiras – 156 anos

VÍDEO

Em entrevista no Sertão, presidente da Assembleia revela distanciamento entre Ricardo e João Azevêdo

VÍDEO

Testemunha dá detalhes de assalto que deixou funcionário de concessionária de Cajazeiras baleado