header top bar

string(6) "ceara1"

section content

Agricultor paga promessa e carrega cruz de 50 kg por 10 km após barragem encher

Francisco de Assis Leal de Siqueira, 52, fez promessa para carregar a cruz a pé.

Por G1

08/05/2018 às 08h29 • atualizado em 08/05/2018 às 10h12

Francisco de Assis Leal de Siqueira, 52, carrega cruz de 50 kg em promessa após Barragem Quixeramobim, no município, encher. (Foto: Fernando Ivo/O Sertão é Notícia)

O agricultor Francisco de Assis Leal de Siqueira, 52, carregou uma cruz de aproximadamente 50 kg por 10 km, em Quixeramobim, no Ceará, como agradecimento pela barragem que abastece o município ter enchido com as chuvas de abril. A promessa foi paga neste domingo (6), após o agricultor ver as primeiras gotas chegando ainda devagarinho pelo sertão e se apegar à fé, pedindo a Deus que abençoasse o povo daquele município que sofria há seis anos com a falta d’água.

“Entrou 2018, deu uma chuvinha, devagarinho. Em março, praticamente não choveu; no finzinho do mês deu uma neblina. Eu tava deitado na rede na minha casa e pedi a Deus que se a gente visse a barragem cheia, eu fazia uma promessa”, lembra.

Por volta de 5h, Francisco Siqueira saiu da Chácara Santa Terezinha, onde mora, em direção à barragem; um percurso de 5 km, o qual fez e refez carregando a cruz de madeira maciça. Segundo o agricultor, o objeto foi feito por ele mesmo, com madeira de maçaranduba, e tem cerca de sete metros.

Durante o caminho, o fiel foi acompanhado por familiares e outros moradores da região, além da Autarquia Municipal de Trânsito de Quixeramobim.

Satisfeito, o agricultor garante que a caminhada “foi boa demais” e conta ter sido recepcionado com um arco-irís ao chegar à barragem.

Francisco de Assis Leal de Siqueira, 52, fez promessa para carregar cruz caso Barragem Quixeramobim, no Ceará, enchesse com as chuvas. (Foto: Fernando Ivo/O Sertão é Notícia)

“A gente tava rezando e se formou um arco-íris, fiquei muito agradecido a Deus”, se alegra. Casado, pai de quatro filhos e natural de Quixeramobim, Francisco Siqueira vive do plantio desde que se entende por gente. Nos anos de seca, diz que conseguiu se virar, mas com muito sacrifício. “Todos os anos planto e colho. Tava com mais de seis anos que tava sofrendo a falta d’água, não tinha água de jeito nenhum. Triste, nossa população sofreu muito”, recorda.

Mas, como vertem das palavras simples do agricultor, foi com a força da fé que conseguiu atravessar as dificuldades da caminhada e da vida. “Não botei nenhuma vez a cruz no chão, fui com a força de Deus”.

Após o feito, ele pretende plantar a cruz nas proximidades da barragem, como lembrança.

“Tanto eu tô satisfeito, quanto o povo. Graças a Deus acabou a miséria. Água é vida.”
Além da Barragem de Quixeramobim, outros 19 reservatórios estão sangrando no Ceará neste ano. Com as chuvas ocorridas entre janeiro e abril deste ano, o volume médio dos açudes do estado subiu de 7,15% para 16,91%, de acordo com a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh).

G1

BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça