header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

VÍDEO: Ex-secretário de Ivan Bichara revela fatos inéditos sobre o cajazeirense que governou a Paraíba

Familiares, políticos, artistas e demais pessoas de influência realizarão um grande evento para celebrar o centenário de um dos maiores cajazeirenses da história

Por Jocivan Pinheiro

23/05/2018 às 20h46 • atualizado em 23/05/2018 às 20h55

Familiares, políticos, artistas e demais pessoas de influência realizarão um grande evento para celebrar o centenário de um dos maiores cajazeirenses da história. Apontado por muitos como um dos melhores governadores da Paraíba, Ivan Bichara Sobreira, que completaria cem anos neste dia 24 de maio, deixou eternizadas no estado, principalmente na sua cidade, marcas estruturais (obras) e subjetivas (filosofia de gestão).

Em Cajazeiras, certamente não há ninguém melhor do que o historiador e escritor Francisco Sales Cartaxo (Frassales) para falar sobre Ivan Bichara, afinal Frassales foi secretário de Planejamento no governo do cajazeirense.

Em entrevista à TV Diário do Sertão, Frassales elenca exatamente a implantação de um sistema efetivo de planejamento estadual como sendo a primeira grande ação de Ivan Bichara governador.

No decorrer da gestão vieram outras obras impactantes, e muitas delas ousadas para a época, como a instalação de todo o sistema de saneamento básico (esgoto) da cidade de Cajazeiras.

“É uma obra que, de modo geral, os políticos fogem porque dizem que não dá voto, não gera muita festa de inauguração. O programa de saneamento básico que Ivan desenvolveu na Paraíba foi dos maiores de nossa história. Só um governo de um filho da terra poderia ter a sensibilidade e a coragem de fazer em Cajazeiras o que foi feito em matéria de esgotamento sanitário”, ressalta.

VEJA TAMBÉMComeçam as comemorações pelo centenário de nascimento de Ivan Bichara

Ivan Bichara sentado à esquerda

Mas Ivan Bichara não parou por aí. Além do saneamento, ele foi responsável por várias outras obras estruturantes que contribuíram decisivamente para o desenvolvimento de Cajazeiras, a se destacar a abertura da agência do Banco do Estado da Paraíba (Paraiban); as pavimentações da PB-400, entre Cajazeiras e Bonito de Santa Fé, e dos acessos à cidade; as construções do canal do sangradouro do Açude Grande, do Centro Administrativo, do Centro Social Urbano (CSU), do quartel da Polícia Militar que depois se tornaria o 14º batalhão, do depósito de produtos agrícolas que garantia financiamento das safras pelo banco, entre outras.

Ivan Bichara discursando em escola que leva seu nome

Injustiçado

Mas apesar de tantas ações em toda a Paraíba, muitos tentam pôr em cheque a grandeza de Ivan Bichara reduzindo seus feitos e atribuindo alguns deles a outros líderes políticos do estado, segundo Frassales. E é contra essa injustiça que o escritor cajazeirense está lutando. Ele espera que a partir desta homenagem ao centenário de Bichara, a Paraíba reveja sua história e passe a lhe dar o pleno e merecido valor.

“Acredito que nós estamos tendo a oportunidade para que isso aconteça. E eu tenho certeza que vai acontecer. Até uma revisão do seu governo. Esperamos que haja um aprofundamento nas causas que determinaram o desfecho da trajetória política de Ivan”, salientou.

Para Frassales, o principal legado de Ivan Bichara é a seriedade na condução do que é público. “Pode-se fazer qualquer crítica ao homem, ao cidadão, ao político, mas ninguém ousará falar de Ivan que não seja pelo lado positivo com relação à seriedade, à sobriedade da sua conduta como gestor público, seja como parlamentar, seja como governador”.

Fotos históricas

DIÁRIO DO SERTÃO

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir