header top bar

section content

VÍDEO: Durante bênção à nova sede do Diário, padre diz que TV e portal fazem jornalismo corajoso

No novo estúdio da TV, o sacerdote discursou, liderou momentos de oração e até puxou um ‘parabéns pra você’ antes da bênção

Por Jocivan Pinheiro

08/07/2018 às 22h57 • atualizado em 08/07/2018 às 23h05

Padre Francivaldo Albuquerque, que é colunista da TV Diário do Sertão, foi o responsável pelas bênçãos das novas instalações da TV e Portal Diário, inauguradas neste sábado (07).

No novo estúdio da TV, o sacerdote discursou, liderou momentos de oração e até puxou um ‘parabéns pra você’ antes de abençoar o local e as pessoas presentes.

Na sua fala, ele disse que a equipe do Sistema Diário do Sertão “superou a si mesmo dizendo ‘nós somos capazes, nós vamos avançar, vamos melhorar”’.

“Uma das grandes marcas de Petson Santos [presidente do portal e TV Diário do Sertão é a equipe que ele construiu. O que seria da TV Diário se não fosse essa grande equipe”, completou.

MAIS: Presidente do Sistema Diário chora em discurso emocionante na inauguração da nova sede

Padre Francivaldo fez a benção das novas instalações da TV Diário do Sertão em Cajazeiras

Padre Francivaldo também ressaltou o jornalismo corajoso feito pelo Sistema Diário: “Nós somos felizes com a televisão que nós fazemos, somos felizes com as palmas e palmadas que recebemos da cidade, porque fazer comunicação é ser capaz de contrariar interesses, e a TV Diário não é sucursal de ninguém, ela é escrava da comunicação fiel, pronta, ousada e corajosa”.

SHOW DIÁRIO

Recomendado para você pelo google

ESPECIAL DE PÁSCOA

VÍDEO: TVDS exibe programa ‘Mensagem de Fé com Frei João Batista’ em especial de Semana Santa

FÉ E DEVOÇÃO

Sexta-feira Santa em Cajazeiras é marcada por várias celebrações religiosas e grande número de fiéis

SAÚDE

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre a obesidade e médica endocrinologista tira dúvidas sobre a doença; Veja!

SEMANA SANTA PARA OS EVANGÉLICOS

VÍDEO: Pastor fala sobre significado da Páscoa para os protestantes: “É o sacrifício e a libertação”