header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

VÍDEO: Diretora de abrigo chora ao falar sobre Dona Umbelina, que faleceu aos 117 anos em Cajazeiras

Maria Umbelina era a segunda mulher mais velha do Brasil

Por Jocivan Pinheiro

09/07/2018 às 17h19

Fátima Cruz, diretora do Abrigo de Idosos Luca Zorn, em Cajazeiras, faz sua oração diante da imagem de Nossa Senhora com um sentimento de saudade.

No pátio do abrigo, uma cadeira vazia ilustra o que ela sente. O falecimento de Maria Umbelina, ocorrido neste sábado (07), está longe de ser superado.

Mesmo assim, Fátima diz que levará no coração um sentimento de dever cumprido por ter proporcionado, juntamente com a equipe de cuidadores do abrigo, anos de paz, saúde e alegria a Dona Umbelina.

“Para nós é uma tristeza, mas aquela sensação de dever cumprido porque nós passamos com ela aqui 12 anos e seis meses, e nesse tempo a gente viu que ela se tornou outra pessoa. Ela não enxergava, mas a gente via que ela tinha prazer de estar na casa, de estar conosco, e era saudável, não reclamava de nada, era quem menos adoecia aqui. Nesse sentido ela teve a sua dignidade acolhida, cheia de paz e amor”, disse a diretora.

VEJA TAMBÉMMorre em Cajazeiras dona Maria Umbelina, a segunda mulher mais velha do Brasil

A diretora do abrigo, Fátima Cruz, ao lado de dona Umbelina, em 2016

Dona Umbelina faleceu aos 117 anos de idade. Era a segunda mulher mais velha do Brasil. Mesmo sem enxergar há muitos anos, a deficiência não tirava seu bom humor.

No abrigo ela se tornou amiga de todos e chamava a diretora Fátima Cruz de mãe. Segundo o único filho da idosa que reside em Cajazeiras, Dona Umbelina nasceu em Bananeiras, no Brejo paraibano, teve três filhos naturais e alguns adotivos.

Emocionada, Fátima Cruz fala do legado deixado pela centenária: “Ela deixa um ensinamento de experiência e também de muito amor. A experiência de que o idoso, se ele tem paz, ele pode viver até mais, porque muitas pessoas que conheceram Dona Umbelina há tempos atrás não daria muito tempo para ela viver como ela viveu. Então, é uma experiência de que cada pessoa que tiver o seu idoso, cuide bem dele porque é um ensinamento”.

DIÁRIO DO SERTÃO

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir