header top bar

section content

Comissão de Direitos Humanos visita lar de amparo ao idoso de São João do Rio do Peixe

A CDH foi recebida pelas representantes da Associação de Amparo ao Idoso Sagrada Família, que é responsável pela gestão do Lar.

Por Assessoria

20/07/2018 às 08h02

Visita ao lar de amparo ao idoso de São João do Rio do Peixe

A Comissão de Direitos Humanos da OAB – Subseção Cajazeiras, representada por seu Presidente, Dr. Victor de Saulo, e por seus membros, Dra. Sara Rosemary e Dra. Ana Flávia, visitaram na última terça, 17 de julho, o Lar de Amparo ao Idoso Sagrada Família, na cidade de São João do Rio do Peixe – PB.

Como parte de sua estratégia de se fazer presente em todas as cidades abrangidas pela representação da OAB – Subseção Cajazeiras, a CDH visitou o Lar de Amparo ao Idoso naquela cidade, encontrando os idosos em boas condições de saúde, bem tratados e com suas necessidades assistidas.

A CDH foi recebida pelas representantes da Associação de Amparo ao Idoso Sagrada Família, que é responsável pela gestão do Lar. Nessa oportunidade, as representantes da Associação pedem que a sociedade participe mais ativamente dos cuidados com os idosos, seja de forma material, com doações para a construção da sede definitiva do Lar, ou humana, com visitas e participação no dia a dia dos Idosos.

Segundo o Presidente da Comissão, Dr. Victor de Saulo, é “importante cuidar para que os direitos dos idosos sejam respeitados, sendo estes integrantes de uma população mais vulnerável e que precisa de mais cuidados e carinho por parte das instituições e da sociedade”.

OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas