header top bar

section content

Após morte de gato, bióloga alerta para os riscos e cuidados para boa relação entre homem e natureza

Branquinha explicou que a onça mede mais de um metro e pode pesar em média 170 kg.

Por Luzia de Sousa

04/08/2018 às 18h05 • atualizado em 05/08/2018 às 11h45

A ex-secretária de Meio Ambiente do município de Cajazeiras, a bióloga Maria das Dores Abreu (Branquinha Abreu) falou nessa sexta-feira (4) sobre o felino encontrado morto na região de Cajazeiras. Ela disse se tratar de um gato do tipo Maracajá, que pesa em média kg.

+ VÍDEO: Gato confundido com onça em São João do Rio do Peixe é encontrado morto

O animal foi encontrado morto nesta sexta-feira, na entrada do Sítio São Bento com o Sítio Veneza, no município de São João do Rio do Peixe. Ele foi confundido com filhote de onça.

Branquinha explicou que a onça mede mais de um metro e pode pesar em média 170 kg.

Ela alertou para a questão do desmatamento, pois os animais perdem seu habitat natural. “Eles são gatos selvagens e podem chegar a atacar galinhas”, explicou Branquinha.

Gato foi encontrado morto na comunidade (Foto reprodução do vídeo)

Entenda
Um animal foi encontrado morto nesta sexta-feira (4), na entrada do Sítio São Bento com o Sítio Veneza, no município de São João do Rio do Peixe.

O animal, que segundo a comunidade se trata de um filhote de onça teria sido atropelado por um veículo de condutor não identificado.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM SOUSA

Radialista revela que “vítima da mão pesada e dos chutes do prefeito Tyrone” disputará eleições em 2020

VÍDEO

Comandante do Corpo de Bombeiros aponta possíveis causas do incêndio no lixão de Cajazeiras

SAÚDE

VÍDEO: Programa Xeque Mate fala sobre a saúde de Cajazeiras e recebe popular e diretoras do HUJB e HRC

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio