header top bar

section content

Após morte de gato, bióloga alerta para os riscos e cuidados para boa relação entre homem e natureza

Branquinha explicou que a onça mede mais de um metro e pode pesar em média 170 kg.

Por Luzia de Sousa

04/08/2018 às 18h05 • atualizado em 05/08/2018 às 11h45

A ex-secretária de Meio Ambiente do município de Cajazeiras, a bióloga Maria das Dores Abreu (Branquinha Abreu) falou nessa sexta-feira (4) sobre o felino encontrado morto na região de Cajazeiras. Ela disse se tratar de um gato do tipo Maracajá, que pesa em média kg.

+ VÍDEO: Gato confundido com onça em São João do Rio do Peixe é encontrado morto

O animal foi encontrado morto nesta sexta-feira, na entrada do Sítio São Bento com o Sítio Veneza, no município de São João do Rio do Peixe. Ele foi confundido com filhote de onça.

Branquinha explicou que a onça mede mais de um metro e pode pesar em média 170 kg.

Ela alertou para a questão do desmatamento, pois os animais perdem seu habitat natural. “Eles são gatos selvagens e podem chegar a atacar galinhas”, explicou Branquinha.

Gato foi encontrado morto na comunidade (Foto reprodução do vídeo)

Entenda
Um animal foi encontrado morto nesta sexta-feira (4), na entrada do Sítio São Bento com o Sítio Veneza, no município de São João do Rio do Peixe.

O animal, que segundo a comunidade se trata de um filhote de onça teria sido atropelado por um veículo de condutor não identificado.

DIÁRIO DO SERTÃO

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO: Filho de Cajazeirense destaca ações na secretaria e aponta medidas “duras” contra o coronavírus

ASSISTA EM CASA

VÍDEO: Diário News apresenta os problemas que uma quarentena pode causa na sua saúde mental

TV DIÁRIO DO SERTÃO

Olho Vivo – 27.03.2020

SAÚDE E ECONOMIA

VÍDEO: Vice-presidente da OAB-PB avalia as medidas econômicas tomadas pelos governos federal e estadual

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!