header top bar

section content

Cajazeirense se forma em medicina e cumpre promessa feita ao irmão que morreu por falta de assistência

Com apenas 16 anos, Segundo fez o vestibular para medicina e foi aprovado, dedicou sua vida buscando conhecimento

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

28/08/2018 às 14h05 • atualizado em 28/08/2018 às 16h29

Doutor Segundo tem apenas 23 anos (foto: arquivo pessoal)

O jovem José Saturnino de Albuquerque Segundo, mais conhecido como “Doutor Segundo”, de 23 anos, concluiu o curso de medicina na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Ele é natural de Cajazeiras, filho do agricultor José Saturnino de Albuquerque e da advogada Jacqueline Galvão.

A morte do irmão
O desejo em ser médico começou aos 12 anos de idade quando “Doutor Segundo” viu seu irmão que na época tinha apenas 07 anos morrer em um hospital de Sousa devido a um diagnóstico tardio da equipe médica.

“Eu perdi meu irmão precocemente, por conta de um diagnóstico tardio. Na ocasião, prometi a ele que um dia seria médico e faria o possível para que nenhuma criança sofresse”, disse Segundo.

Doutor Segundo concluiu o curso de medicina na UFCG (Foto: arquivo familiar)

Aprovado
Com apenas 16 anos, Segundo fez o vestibular para medicina e foi aprovado, dedicou sua vida buscando conhecimento na medicina até chegar a conclusão do curso. Ele agora pretende iniciar a residência em ginecologia e obstetrícia.

Doutor Segundo ao lado da esposa e a filha (foto: arquivo pessoal)

“Doutor Segundo” o é casado com Beatriz Brasileiro, de 23 anos, e pai da pequena Maria Esther, de dois anos.

DIÁRIO DO SERTÃO

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”

"MERECIA MAIS"

VÍDEO: Comentarista critica falta de prestígio de Sousa com o Governo do Estado nas nomeações de cargos