header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

DIA DO MÉDICO: Um dos médicos mais respeitados de Cajazeiras relata fatos marcantes do seu ‘sacerdócio’

Há 50 anos exercendo a profissão, Deusdedit Leitão considera a medicina uma dádiva de Deus

Por Jocivan Pinheiro

18/10/2018 às 20h12 • atualizado em 18/10/2018 às 20h19

No dia do médico, celebrado nesta quinta-feira (18), a TV Diário do Sertão bateu um papo com um dos mais experientes e respeitados médicos da Paraíba, Deusdedit Leitão, da cidade de Cajazeiras.

Há 50 anos exercendo a profissão, ele considera a medicina um sacerdócio: “Ser médico foi realmente uma dádiva de Deus porque eu sempre tive vontade de servir aos mais humildes e desde pequeno eu tinha esse desejo de ser médico”, disse.

Cinco décadas dedicadas à medicina, mas Deusdedit garante que o entusiasmo é o mesmo de quando ainda era estudante: “Eu me sinto realizado em atender o público. O médico deve cumprir tudo que se exigir dele. Eu tenho 50 anos de formado e me sinto como se fosse no início”.

VEJA TAMBÉMDor de cabeça pode ser causada por abuso de analgésico, alerta médico

Deusdedit Leitão: cinco décadas dedicadas à medicina

Atualmente o médico atende em um Posto de Saúde da Família, em Cajazeiras, onde ela afirma se sentir realizado por prestar seus serviços aos cidadãos carentes.

“Estou no PSF por demais satisfeito em atender aquela camada mais humilde e fazendo tudo para que eu seja uma pessoa que não mude o meu modo de atender. Por mais que a pessoa fique sobrecarregada no trabalho, eu continuo fazendo esforço para atender bem a população de Cajazeiras e região”.

DIÁRIO DO SERTÃO

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir