header top bar

section content

Câmara de Cajazeiras aprova Requerimento para homenagear policial militar que prendeu assaltante

Moção de Aplausos para o policial Valderez Dias Gouveia Júnior foi aprovada por unanimidade

Por Jocivan Pinheiro

05/10/2018 às 10h03 • atualizado em 22/10/2018 às 15h02

Sessão foi presidida pelo segundo vice-presidente Eudomar Filho (à direita)

A Câmara de Cajazeiras realizou nesta segunda-feira (02), sessão ordinária presidida pelo segundo vice-presidente Eudomar Pereira da Costa Filho (PTC) e secretariada pelo primeiro secretário Álysson Américo de Oliveira (Alysson Voz e Violão – PSB).

A sessão contou com as presenças dos vereadores José Gonçalves de Albuquerque (PTC), Rivelino Martins de Oliveira (PSB), Eriberto de Souza Maciel (PP), Josefa Léa Silva (DEM), Alysson de Souza Lira (Neguim do Mondrian – PSD) e Francisco Jucinério Félix (PPS).

Na ordem do dia foram aprovados, por unanimidade, dois Requerimentos. O primeiro é uma Moção de Aplausos ao policial militar Valderez Dias Gouveia Júnior, que na tarde do dia 27/08/2018 conseguiu capturar dois indivíduos que realizaram um assalto a uma panificadora localizada na Zona Norte da cidade. A autoria do Requerimento é do vereador Neto da Vila Nova.

O segundo Requerimento propôs uma sessão especial em alusão aos 15 anos da Lei Municipal do Idoso. Na ocasião será mostrado os avanços obtidos ao longo dos anos que beneficiaram os idosos da cidade. Autoria do Requerimento foi do vereador Jucinério Félix.

VEJA TAMBÉM:

Por unanimidade, Câmara de Cajazeiras concede título de Cidadão Cajazeirense a professor agrônomo

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa