header top bar

section content

Jovem da região de Sousa tem fotos íntimas viralizadas em grupos de Whatsapp em poses ousadas

Nas imagens, a jovem aparece em poses ousadas, completamente nua onde ela mesma se fotografa.

Por DIÁRIO DO SERTÃO

12/03/2019 às 08h49 • atualizado em 12/03/2019 às 08h57

O Diário do Sertão não compactua com essa prática criminosa

Mais uma jovem teve sua intimidade exposta para todo o estado, após imagens sensuais terem viralizado em grupos de Whatsapp na segunda-feira (11).

A jovem é da cidade do Lastro, região de Sousa, no Sertão do estado.

Nas imagens, a jovem aparece em poses ousadas, completamente nua onde ela mesma se fotografa.

Esses casos de nudes que vazam na web vem se tornando cada vez mais frequente, e a cidade de Sousa está no ranking das jovens que mais tem a sua intimidade exposta desta maneira.

+ Jovem da região de Sousa tem foto íntima divulgada em grupos de Whatsapp e imagem viraliza

+ Mais uma: funcionária pública tem fotos íntimas compartilhadas em grupos de Whatsapp da cidade de Sousa

Sistema Diário do Sertão é contra qualquer tipo de reprodução de fotos os vídeos dessa natureza, e não compactua com essa prática criminosa. O dever do site é apenas noticiar as informações do sertão da Paraíba e do mundo.

DIVULGAÇÃO É CRIME

O compartilhamento de material desse tipo, como fotos ou vídeos íntimos, pode ser classificado como difamação (imputar fato ofensivo à reputação) ou injúria (ofender a dignidade ou decoro), segundo os artigos 139 e 140 do Código Penal.

Lei de Crimes da Internet, também conhecida como “Lei Carolina Dieckmann”: sancionada em dezembro de 2012, pune com prisão quem comete crimes digitais e serve como base jurídica para punir quem divulga informações pessoais sem consentimento.

A divulgação de imagens e vídeos de nudez ocorre também com o consentimento da produção do material, porém sem a autorização de divulgá-lo na internet. Quando isso acontece, essa prática é conhecida como ‘pornografia de vingança’ ou ‘sexting’. Em casos extremos após o vazamento de imagens íntimas seguidas de ‘cyberbullying’ já existem registros de suicídios cometidos pelas vítimas devido a exposição vexatória.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ex-ministro da Justiça afirma que Lula é inocente e defende anulação da sentença pelo STF

VÍDEO

Delegada da Mulher de Patos declara que aumento de feminicídios na região chama atenção pela crueldade

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

VÍDEO: Comitê Pró-HU do Sertão volta de Brasília otimista com possível aumento de recursos para a obra

123 DIAS

VÍDEO: Dra. Paula pede licença na Assembleia para cuidar da saúde; ela passará por duas cirurgias