header top bar

section content

Secretária de Saúde e diretora do HRS publicam nota sobre mortes por H1N1 em Sousa: ‘Foram dois casos’

Segundo Amanda e Apoliana, todas as medidas de cabíveis foram adotadas e não há motivo para pânico

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

02/07/2019 às 14h56 • atualizado em 02/07/2019 às 14h58

Amanda Silveira, Secretária de Saúde e Apoliana Ferreira, diretora do HRS

A secretária de saúde do município de Sousa, Sertão do estado, a enfermeira Amanda Silveira, e a diretora geral do Hospital Regional de Sousa, Apoliana Ferreira, enviaram nesta terça-feira (02), nota de esclarecimento sobre as mortes de pacientes com a influenza H1N1 na cidade.

Segundo Amanda, dos casos registrados, apenas um foi confirmado como morador da cidade de Sousa, e todas as medidas de cabíveis foram adotadas e que não há motivo para pânico, pois Sousa obteve uma cobertura de pessoas vacinadas de 97%, ultrapassando a estipulada pelo Ministério da Saúde.

Já Apoliana, afirmou que na unidade de Saúde, dois casos de H1N1 foram confirmados. Segundo ela um paciente era da cidade Sousa e outro era da cidade de Coremas.

Confira o que diz a nota!

“A Secretaria Municipal de Sousa – PB vem por meio desta informar que recebeu o resultado das três amostra que foram coletadas e enviadas ao Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN), para fins de analise, por se tratarem de casos suspeitos de H1N1 (Gripe A). Esclarece que destes três casos houve a confirmação de um caso e que todas as medidas de quimioprofilaxia foram adotadas para com os comunicantes d caso em tela.

A Secretaria Municipal de Saúde de Sousa enfatiza que as ações de prevenção de saúde individual e coletiva vêm sendo desenvolvida pelas equipes de Atenção Básica e UPA e que todos os protocolos do Ministério da Saúde concernente aos casos suspeitos de H1N1 estão sendo rigorosamente seguidas pelos serviços de saúde do município e que temos contado com o apoio técnico e restrito da Secretaria Estadual de Saúde através da 10º gerência em vigilância e saúde, como também recebendo o abastecimento das medicações de primeira escolha para o tratamento do caso como o TAMIFLUR e ofertando capacitações para os profissionais de saúde referente à temática.

É importante ressaltar que os casos que tem surgido são acompanhados e investigados pela Vigilância Epidemiológica do município, e que nos chama atenção é o fato que todos eles, pacientes ou familiares terem histórico de viagens recentes a municípios que cuja circulação do vírus já havia sido confirmada, portanto, orientamos que os sintomas da Gripe A são semelhantes da gripe comum como: tosse, febre, mal estar, cefaleia, podendo ainda haver alterações gástricas e intestinais como diarreia e vômito, ao apresentar estes sintomas deve imediatamente procura as Unidades Básicas de Saúde, UPA e Hospital Regional de Sousa.

Destacamos ainda que no período de 10 de abril a 31 de maio, onde 22.593 pessoas do público-alvo receberam a imunização, e logo após, com a prorrogação da campanha, a vacina foi liberada à população, onde 4.500 doses da vacina contra a gripe foram disponibilizadas nos postos de Saúde. Com isso, Sousa obteve uma cobertura vacinal de 97% do público-alvo, ultrapassando a meta do Ministério da Saúde que é de 90%,” afirmou a Secretária Amanda Silveira em Nota.

O que diz o Hospital Regional de Sousa

“Considerando que realizamos todas as notificações dos casos de Síndromes Respiratórias Aguda Graves (SRAG) hospitalizados pelo Núcleo de Epidemiologia, confirmamos que recebemos 02 desses casos com resultado viral de H1N1, devendo ser desencadeada a partir dessa confirmação um monitoramento de novos casos que aqui são admitidos e ampla discussão mediante a necessidade de implementação do Protocolo Assistencial para Influenza a nível hospitalar junto ao corpo médico. Para as ações dos municípios de residencia desses pacientes cabe o monitoramento local da situação epidemiológica e tomada de decisão para as ações e estratégicas que devem ser realizadas com foco na prevenção e controle juntamente com a ajuda da população.

No Papel de Gestão Hospitalar fica o tratamento para casos graves, para melhor assistência o Núcleo de Epidemiologia Hospitalar juntamente com o a Vigilância em Saúde do Estado da Paraíba em diálogo com a Secretaria Municipal de Sousa, promoverão capacitação para os profissionais da assistência bem como novo Curso de Qualificação em Coleta de exames no dia 18 desses mês.
Importante ressaltar nesse momento as formas de prevenção orientadas para a população ter ciência que sua participação é de suma importância para controle desse vírus.”

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

POLÊMICA

VÍDEO: Vereador cobra a convocação do concurso de Cajazeiras: ‘Era de urgência e o prefeito não convoca’

VÍDEO

Deputado cajazeirense abre o jogo e revela com quem fica após o racha no PSB da Paraíba

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre tradicional colégio de Cajazeiras e recebe diretora, professoras e alunas

ALUNOS DÃO SHOW

VÍDEO: 3º dia da Mostra de Conhecimentos destaca a natureza, tecnologias, leitura, teatro e matemática