header top bar

section content

VÍDEO: Após CPI no IPAM de Cajazeiras, vereador mostra que cada servidor tem pouco mais de 370 reais

Parlamentar vai protocolar denúncia na comissão de improbidade administrativa do Ministério Público

Por Jocivan Pinheiro

16/09/2019 às 16h46 • atualizado em 16/09/2019 às 16h50

Que a situação financeira do Instituto de Previdência e Assistência Social de Cajazeiras (IPAM) é grave nós já sabemos há muito tempo. O órgão responsável por aposentadorias e pensões agoniza por causa de um rombo financeiro que se acumulou graças à falta de repasse das gestões municipais.

Mas nesta segunda-feira (16), o vereador Rivelino Martins (PSB), relator da CPI do IPAM na Câmara Municipal de Cajazeiras, divulgou um balanço mostrando o quanto a situação é crítica.

De acordo com o balanço, a disponibilidade financeira por servidor efetivo em Cajazeiras é de pouco mais de 370 reais. Outros municípios têm bem menos que isso, enquanto alguns disponibilizam de uma boa reserva.

“O IPAM vem sendo destruído. A gestão está tratando o IPAM da forma mais desrespeitosa possível. O dinheiro está desaparecendo. Isso agride de forma direta o professor, o auxiliar de serviço, o vigilante, os mais de mil servidores que temos no município de Cajazeiras que pagam a sua previdência todos mês e o recurso está desaparecendo”, protestou Rivelino.

O vereador disse que o atual governo municipal deixou a reserva do IPAM cair de R$ 8 milhões para R$ 500 mil no período de janeiro de 2017 para julho de 2019. Ele falou ainda que vai protocolar denúncia junto à comissão de improbidade administrativa do Ministério Público.

VEJA TAMBÉM

CPI do IPAM de Cajazeiras chega ao fim, mas tendência é que “termine em pizza”, diz colunista

Dados sobre o IPAM divulgados pelo vereador Rivelino Martins

Resposta da prefeitura

De acordo com o secretário de Governo e Articulação Política de Cajazeiras, José Anchieta, a situação do IPAM é antiga, é igual a de todos os municípios da Paraíba e a atual gestão municipal não tem culpa.

Anchieta garantiu que o município está se esforçando para fazer os repasses e está pagando em dia as parcelas do que não havia sido repassado no primeiro ano da gestão.

“Isso vem desde a fundação do IPAM. Nós temos um rombo aí que não é culpa dessa gestão. O próprio vereador Rivelino apurou isso. O que essa gestão está fazendo é um esforço enorme para cumprir a sua parte, fazer o seu repasse. Infelizmente nosso instituto chegou a esse ponto”.

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ECONOMIA

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe empresário José Kennedy e debate sobre o setor calçadista no Brasil

JUSTIÇA

VÍDEO: Xeque Mate promove debate entre promotor e advogado sobre nova lei de abuso de autoridade

IML DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: João Azevêdo inaugura Instituto de Polícia Científica e autoriza mais uma obra para Cajazeiras

EXCLUSIVO

VÍDEO: Em Cajazeiras, ex-ministro de Dilma fala sobre possibilidade de ser candidato a prefeito de SP