header top bar

section content

VÍDEO: Mulher encontra larvas dentro de bolo comprado em supermercado de São José de Piranhas

Coordenador do Procon de Cajazeiras explica que em casos dessa natureza a Vigilância Sanitária deve ser acionada o mais rápido possível

Por Tanammy Freire

15/01/2020 às 16h05 • atualizado em 17/01/2020 às 15h10

Uma mulher denunciou nas redes sociais, nesta terça-feira (14), que encontrou larvas em um bolo que teria sido comprado em um supermercado da cidade de São José de Piranhas, no Sertão paraibano.

Horas depois, a consumidora apagou a publicação das redes sociais na qual citava a rede de supermercados em que ela havia realizado a compra. Em um dos vídeos, é possível notar a larva em cima do bolo.

O coordenador do Procon de Cajazeiras, Lívio Augusto, explica que em casos dessa natureza a Vigilância Sanitária deve ser acionada o mais rápido possível.

“Nesses casos, assim que o consumidor identificar que o alimento não está nas condições de consumo adequada ele deve buscar denunciar a vigilância sanitária de seu município, depois disso, para formalizar a denúncia deve-se procurar o Procon, que juntamente com a vigilância sanitária irá realizar uma fiscalização e averiguação do estabelecimento que foi denunciado”, disse Lívio Augusto.

Lívio Augusto reitera que os consumidores precisam guardar o cupom fiscal quando realizarem compras em estabelecimentos comerciais. Em muitos casos as denúncias ocorrem apenas na internet. O coordenador do Procon alerta para que os consumidores façam o registro no órgão.

“Exija nota fiscal para comprovar que você realmente adquiriu o produto alimentício. Além disso, é importante que o consumidor em caso de qualquer irregularidade busque o Procon, caso não seja uma competência do Procon iremos orientar e encaminhar para o órgão responsável”, afirmou Lívio Augusto.

VEJA TAMBÉM 

Mulher encontra larvas dentro de bolo comprado em supermercado de São José de Piranhas

Nota da Vigilância Sanitária de São José de Piranhas

A Vigilância Sanitária do município de São José de Piranhas tomou conhecimento desse caso. Não fomos acionados pela consumidora, mas através da repercussão das redes sociais. Após tomarmos conhecimento do fato, fomos ao supermercado averiguar e realizar nova inspeção, pois nós, como Vigilância Sanitária, já fazemos estas inspeções nos estabelecimentos comerciais de nossa cidade a fim de proteger a nossa população de algum risco sanitário.

Anteriormente a esse fato já haviam sido realizadas inspeções nas residências das pessoas que produzem alimentos em casa, que trabalham com bolo, como é o caso da fornecedora do bolo citado, onde foi constatado que os produtos que elas utilizavam estavam dentro do prazo de validade, correto armazenamento de matérias-primas e que a higienização dos utensílios são feitos de maneira adequada.

No entanto, diante desse caso, novas inspeções foram realizadas e orientações foram repassadas, tanto para os supermercados como para as doceiras. A equipe da Vigilância sempre está pronta para fiscalizar os nossos estabelecimentos que comercializam alimentos, pois apenas diante de inspeções de rotina e de atividade preventiva que podemos controlar acontecimentos como esses e proteger o consumidor. Vale salientar que qualquer alimento é passível ao surgimento de microrganismos, mas a Vigilância Sanitária realiza um trabalho a fim de minimizar essas ocorrências.

Redação DIÁRIO DO SERTÃO 

Recomendado para você pelo google

PROBLEMA SOCIAL

VÍDEO: Conselho Tutelar notifica pais por causa de crianças pedindo nos semáforos de Cajazeiras

OPÇÃO RELIGIOSA

VÍDEO: Retiro de Carnaval de Pombal anuncia programação da 35° edição com atrações a nível nacional

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Wesley, Éder Paulista e o técnico Ederson Araújo aprovam estreia do Atlético e elogiam a torcida

FALTA DE COMODIDADE

Professora cobra fiscalização na ocupação de calçadas por comerciantes que interfere a mobilidade urbana