header top bar

section content

Ministério Público investiga golpe do empréstimo consignado contra aposentados e pensionistas em Sousa

De acordo com o promotor de justiça, quase 100% dos golpes são aplicados pelos próprios familiares dos beneficiários

Por Campelo Sousa

06/02/2020 às 15h24 • atualizado em 06/02/2020 às 15h33

A pessoa passa a vida toda planejando uma aposentadoria tranquila, mas quando chega a hora de aproveitar e desfrutar desse momento, acaba virando alvo de oportunistas que põem esse projeto em risco, causando preocupação e muita dor de cabeça.

A Promotoria de Justiça do Ministério Público Estadual em Sousa, Sertão da Paraíba, está investigando um golpe de empréstimos consignados realizados contra aposentados e pensionistas.

A investigação
A reportagem do Diário do Sertão conversou com o promotor de justiça Hamilton de Souza Neves, que coordena a Promotoria de Defesa do Cidadão e Consumidor e ele falou sobre as fraudes:

“Estamos investigando junto às financeiras e bancos credenciados pelo INSS e também o próprio INSS. Por lei a margem consignável só pode comprometer até 30% da renda do beneficiário seja ele aposentado ou pensionista, e em alguns casos já detectamos 80 a 90% de empréstimos corroendo o salário dessas pessoas”, afirmou o promotor.

Aposentados e pensionistas devem ficar atentos

A família
Ainda segundo Hamilton, grande parte dos golpes são aplicados pelos próprios familiares das vítimas:

“Quase que 100% dos casos a fraude é cometida por parentes do aposentado ou pensionista, o filho, a nora, pessoas que ali estão gerindo seus recursos, levando a fraude, assinam documentos sem saber, levam no banco, fornecem a senha”, disse Hamilton.

Ao final da entrevista Hamilton revelou que caso o golpe seja constatado, a pessoa que praticou a fraude contra o beneficiário pode responder criminalmente e a vítima terá o dinheiro ressarcido integralmente.

A maioria das vítimas são os idosos (foto: valueresearchonline)

Empréstimo consignado
O crédito consignado é um empréstimo feito por meio de convênio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com bancos. O aposentado ou pensionista não pode comprometer mais de 35% de sua renda. Para a contratação do crédito, é preciso apresentar documentos pessoais do aposentado ou pensionista na instituição financeira escolhida, incluindo os documentos de identidade ou Carteira de Habilitação (CNH) e Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Além disso, é obrigatório que o contrato seja assinado pelo próprio segurado.

Fique atento
Esses tipos de fraudes acabam passando despercebido em função do baixo valor de desconto, induzindo a população a confundir com alguma tarifa bancária.

Por isso, é muito importante que se consulte, regularmente, junto ao INSS, se há algum desconto sendo efetivado e a que esse desconto se refere. Constatando qualquer irregularidade, deve consultar um advogado de confiança para que sejam tomadas as medidas necessárias.

DIÁRIO DO SERTÃO

NA PARAÍBA

VÍDEO: Governador fala da vacinação e do pedido de reforço na quantidade de doses ao Ministério da Saúde

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Radialista fala de julgamento no TSE que pode recolocar Allan Seixas como prefeito de Cachoeira

SORRISO NO ROSTO

VÍDEO: Mulher abandonada com os filhos pelo marido recebe ajuda em alimentos e agradece à campanha

FECHADO

VÍDEO: Diretor de fiscalização do CRM revela motivos que levaram à interdição do hospital de São João

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!