header top bar

section content

Livro destaca importância do Hospital do Bem para pacientes oncológicos do Sertão

A obra foi escrita por uma ex-paciente, que exalta o acolhimento da unidade de saúde do complexo Janduhy Carneiro, em Patos.

Por Diário do Sertão com SECOM

05/03/2020 às 10h47

A autora do livro, que reúne pensamentos e reflexões sobre a superação de desafios, entre eles, o período em que fez o tratamento de um câncer de mama

Ressaltar o aprendizado durante períodos difíceis e a importância do atendimento humanizado, na luta contra o câncer. O livro Lições da Vida, lançado nessa quarta-feira (4), destaca o trabalho do Hospital do Bem, no tratamento de pacientes oncológicos do Sertão paraibano. A obra foi escrita por uma ex-paciente, que exalta o acolhimento da unidade de saúde do complexo Janduhy Carneiro, em Patos, no Sertão do estado.

A autora, a professora aposentada Miriam Medeiros dos Santos, de 65 anos, recebeu o diagnóstico de cura de um câncer de mama, em 2019. O lançamento do livro aconteceu no hall da unidade com a presença de pacientes, acompanhantes, funcionários, familiares da escritora, além de integrantes do grupo Amigas Viva a Vida, cujos depoimentos reforçaram a importância do Hospital do Bem para os pacientes oncológicos.

Um dos depoimentos mais emocionantes foi o da médica Nayarah Castro, que há 11 anos vivenciou o outro lado da história ao também ser diagnosticada com câncer, superou a doença e hoje é uma das responsáveis pelo ambulatório do Hospital do Bem e é quem direciona a quimioterapia dos pacientes.

“Essa unidade é um instrumento de Deus que conduz para o milagre da cura e eu sou uma médica que usa o conhecimento para dar esperança e temos recebido muitas bênçãos e mesmo quando não obtemos a vitória da cura sobre a doença, assistimos nossos pacientes acolhendo-os para que tenham a melhor qualidade de vida possível”, observou a médica, acrescentando que “o diagnóstico de câncer não é um decreto de morte, mas de revalidação da vida”.

A autora do livro, que reúne pensamentos e reflexões sobre a superação de desafios, entre eles, o período em que fez o tratamento de um câncer de mama no Hospital do Bem, lembrou que cada pessoa tem suas batalhas pessoais e são sobreviventes de suas próprias lutas. “Eu própria sou uma sobrevivente, porque superei um primeiro casamento traumático, criei quatro filhos sozinha com salário de professora, enfrentei o preconceito de ser separada, sobrevivi a uma infecção hospitalar que teve reflexos doloridos durante oito meses em minha vida, sobrevivi a morte de dois netos e de minha filha há três anos, vi meu filho ficar em coma durante meses e, mais recentemente, superei esse câncer. Portanto, todos nós temos batalhas a vencer e o importante é não desanimar”, disse Miriam Medeiros.

O neto dela, Kleber Peixoto, veio de Campina Grande, especialmente, para tocar violão e cantar algumas músicas durante o lançamento.

A diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Liliane Sena, destacou o orgulho e satisfação da equipe ao promover o lançamento da obra no Hospital do Bem. “É uma honra para nós este momento, pois a história de Miriam se entrelaça com a nossa na medida em que caminhamos todos juntos durante o tratamento, você sempre disposta, sorridente, alto astral e nós lhe dando o aporte da Medicina e da humanização para que isso ocorresse e todos acreditando que sua cura seria possível, assim como acreditamos em todos os nossos pacientes” destacou Liliane.

Sobre o livro – Lições da vida marca a estreia na literatura de Miriam Medeiros. “Não escrevi o livro unicamente por causa da doença, nem para me projetar de alguma forma, mas, por um conjunto de fatores que me levaram a refletir que posso, através de minhas reflexões, das experiências que vivi, inspirar outras pessoas a superarem momentos difíceis”, afirma.

Sobre o tratamento – Miriam foi diagnosticada com um câncer de mama e foi acolhida pelo Hospital do Bem, de Patos, onde fez o tratamento cirúrgico e quimioterápico e, em 2019, tocou o sino da cura na unidade, que simboliza a vitória da saúde sobre a doença.

Ela iniciou o tratamento em novembro de 2018, fez cirurgia em janeiro de 2019 e começou a quimioterapia em março do mesmo ano, encerrando o ciclo de tratamento com a radioterapia, no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. “Eu sou muito prática e acho que a vida é feita de escolhas e eu escolhi ser feliz. Eu escolhi que iria viver e fazer o possível para me curar e tive a sorte de contar com o Hospital do Bem nessa jornada”, afirma.

VAI ACONTECER

VÍDEO: Candidatos a prefeito de Aparecida confirmam presenças no debate da TV Diário do Sertão

CLIMA QUENTE

VÍDEO: Seguranças entram em cena para intervir em debate após forte discussão entre candidatos de Sousa

TROCA NA OPOSIÇÃO

VÍDEO: Impedido pela Justiça, Teta Francisco lança candidatura da sua esposa em Cachoeira dos Índios

ELEIÇÕES 2020

VÍDEO: Leonardo Gadelha diz que saúde de Sousa está na UTI, e Tyrone chama o adversário de ‘alienígena’

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!