header top bar

section content

Reeducandos infectados com Covid-19 em Patos estão em tratamento após transferência para João Pessoa

A maioria dos que testaram positivo é da mesma cela, que logo após as transferências já passou por nova desinfecção, a fim de que outros detentos não sejam contaminados

Por Diário do Sertão com Secom

12/05/2020 às 12h31

A Seap vem tomando todas as medidas de prevenção e proteção para que a propagação desse vírus seja evitada cotidianamente

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) já realizou a transferência para João Pessoa dos 15 reeducandos que testaram positivos para a Covid-19 na Penitenciária Romero Nóbrega, de Patos, Sertão paraibano, que abriga 308 detentos. Os testes foram realizados nesse domingo (10) e na manhã desta segunda-feira (11), quando se iniciou a transferência deles para o hospital de campanha montado na Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice.

“Logo na manhã de hoje, já iniciamos as transferências desses reeducandos para nossa unidade de atendimento e tratamento de combate ao novo coronavírus, implantada aqui em João Pessoa. Esses leitos foram estruturados desde o início da pandemia para que pudéssemos estar dando total apoio às pessoas privadas de liberdade do nosso Estado. Nessa ala hospitalar do Hitler Cantalice, temos equipes médicas e de enfermagem do Programa Saúde Penitenciária (PSP) de plantão todos os dias da semana, para atender todos os reeducandos com possíveis sintomas da Covid-19. É importante lembrarmos que até o momento, apenas a unidade de Patos apresenta casos de detentos infectados, ou seja, em nenhuma outra penitenciária da Paraíba os reeducandos estão apresentando possíveis sintomas dessa doença”, explica o secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Sérgio Fonseca.

Ao todo foram realizados 40 testes-rápidos nos reeducandos que apresentavam sintomas de síndrome gripal, na unidade prisional de Patos. A maioria dos que testaram positivo é da mesma cela, que logo após as transferências já passou por nova desinfecção, a fim de que outros detentos não sejam contaminados. “As equipes de profissionais de Saúde do PSP vêm realizando um trabalho intenso não só em Patos, mas em todas as unidades. No mês passado, já havíamos realizado 15 testes, em que os três detentos confirmados com o novo coronavírus de imediato foram transferidos aqui para os nossos leitos da Média de Mangabeira. Esses outros 25 testes foram realizados nos últimos dois dias. Seguiremos cuidando da população carcerária com toda a assistência à saúde necessária para prevenção e proteção da doença nas 79 unidades prisionais do Estado”, acrescentou o secretário.

Além das higienizações diárias, a Penitenciária Romero Nóbrega, que é composta por 31 celas, e todas as demais unidades do Estado estão passando por higienização com uso de produtos profissionais de limpeza para intensificar a desinfecção das celas e todos os espaços. Por meio da Gerência Executiva do Sistema Penitenciário (Gesipe), foi montado um cronograma para reforçar as desinfecções até o fim de maio em todas as penitenciárias da Paraíba.

Assistência de Saúde nas Penitenciárias – Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Seap realizou reformas estruturais e implantou inicialmente 37 leitos na Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, a Média de Mangabeira, em João Pessoa. Foi montada uma espécie de hospital de campanha para que a população carcerária infectada pelo novo coronavírus possa receber os devidos tratamentos da doença.

Todos os policiais penais e reeducandos estão recebendo máscaras, produzidas nas penitenciárias femininas e regulamentadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para que possam evitar o contágio do novo coronavírus. Toda a população carcerária também recebeu orientações sobre o uso correto desses Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs).

A Seap, por meio da Gerência de Ressocialização, realizou capacitação de higienização baseada em treinamento das Forças Armadas com reeducandos e policiais penais. Esse grupo faz parte da equipe de desinfecção que utiliza equipamentos profissionais, como os atomizadores, para intensificar a limpeza das unidades penais da Paraíba.

A intensificação de assistência à saúde entre os reeducandos é feita por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e técnicos de enfermagem disponibilizados todos os dias para atender os reeducandos que apresentarem prováveis sintomas da Covid-19. A Seap vem tomando todas as medidas de prevenção e proteção para que a propagação desse vírus seja evitada cotidianamente.

OPINIÃO

VÍDEO: Jornalista fala sobre a vacina do Coronavac e destaca a importância do Instituto Butantan

CUIDADO

VÍDEO: Durante novenário, em Ipaumirim, Padre pede que fiéis fiquem atentos a pandemia do coronavírus

NOVA ONDA

VÍDEO: Senador Ney Suassuna acredita que deve haver lockdown com segunda onda de Covid-19 no Brasil

INADMISSÍVEL

VÍDEO: Nilvan Ferreira diz que foi vítima de racismo e chamado de ‘macaco’ na eleição em João Pessoa

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!