header top bar

section content

Idosa de 83 anos morre carbonizada durante incêndio em residência no bairro Belo Horizonte em Cajazeiras

Os bombeiros arrombaram a porta do quarto e a idosa estava deitada em cima de uma cama com o colchão em chamas

Por Luiz Adriano

19/08/2021 às 10h27 • atualizado em 19/08/2021 às 10h32

Dona Celina Pereira da Silva tinha 83 anos e faleceu carbonizada. (Foto: reprodução/redes sociais).

Uma idosa de 83 anos morreu queimada na noite desta quarta-feira (18) após a casa onde residia pegar fogo, na Avenida Francisco Matias Rolim, no bairro Alto Belo horizonte, em Cajazeiras, no Sertão do estado. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, três viaturas se deslocaram, e ao chegar no local, os agentes constaram as chamas e foram informados por uma moradora da residência de que sua irmã, que tem problemas de mobilidade, estaria trancada em um quarto.

De imediato, os bombeiros conseguiram através de entrada forçada, arrombar a porta e retirar a idosa que estava deitada em cima de uma cama e o colchão encontrava-se em chamas. A senhora que tinha mais de 80 anos não resistiu e veio a óbito.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: Imagens exclusivas mostram cenário devastado dentro de casa incendiada por jovem em Cajazeiras

(Foto: reprodução/Blog do Ângelo Lima).

Na residência moravam duas irmãs, uma com 78 anos, a qual foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital Regional de Cajazeiras (HRC) e em seguida liberada, e a outra, era a idosa que morreu carbonizada.

O Corpo de Bombeiros realizou as diligências necessárias e mesmo com um óbito registrado, conseguiu aplacar as chamas e dessa maneira, evitou que casas vizinhas fossem atingidas e que outras vítimas viessem a ser afetadas.

A vítima que faleceu no local foi identificada como Celina Pereira da Silva. O corpo foi encaminhado ao Instituto de Perícia Científica (IPC) de Cajazeiras para realização da autópsia.

Quanto ao que causou o incêndio, testemunhas disseram que as idosas tinham problemas mentais e que elas usavam lamparinas, o que pode ter sido o motivo principal.

DIÁRIO DO SERTÃO

À DISPOSIÇÃO DA JUSTIÇA

VÍDEO: Comandante dá detalhes da prisão de suspeito detido na região de Sousa após assalto a carro-forte

DESABAFOU

VÍDEO: Professor fala sobre decepção por falta de apoio para instalar o Museu do Futebol em Cajazeiras

CRÍTICA

VÍDEO: Pastor de São João do Rio do Peixe cita exemplos de xenofobia e exalta qualidades do Sertão

LEMBRAR SEMPRE

VÍDEO: Médico que marcou a história da política do Rio Grande do Norte terá trajetória narrada em livro

Recomendado pelo Google: