header top bar

section content

VÍDEO: Em visita a Cajazeiras, Pedro Cunha Lima elogia Zé Aldemir e o chama de aliado histórico

Pedro Cunha Lima, pré-candidato ao governo da Paraíba, critica João Azevêdo e diz que escolas do estado estão com o teto caindo aos pedaços

Por Moisés Conrado

17/01/2022 às 18h17 • atualizado em 05/02/2022 às 15h28

O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB), em sua participação no programa Diário News da TV Diário do Sertão, falou sobre sua pré-candidatura ao governo da Paraíba, união do PSDB com o Cidadania, alianças na cidade de Cajazeiras e avaliação do governo de Bolsonaro.

Pedro Cunha Lima disse que no momento seu foco está no debate público de geração de emprego e renda e em discutir uma solução para as pessoas que estão passando sede e fome na Paraíba.

União nacional do PSDB e Cidadania

Na visão do pré-candidato ao governo da Paraíba, a federação entre o PSDB e Cidadania foi uma decisão assertiva, boa para sociedade e reduz o número de partidos no congresso, mas gera dificuldade política para quem exerce mandato.

Na Paraíba há um impasse, já que o governador João Azevêdo é filiado ao Cidadania. Sobre esse imbróglio, Pedro se posiciona:

“Um dos dois vai ter que sair se houver a federação entre meu partido PSDB e o Cidadania, sai um ou outro. Dependendo da conjuntura, se o governador João Azevêdo ficar no Cidadania, eu vou sair do PSDB. Não tem como a gente ficar na mesma federação.”

Abordado sobre um novo partido, Pedro Cunha Lima não quis entrar em mais detalhes e disse que no momento sua preocupação está voltada para a elaboração de um plano de governo que atenda as reais necessidades da população.

Prefeito Zé Aldemir

Pedro Cunha Lima teceu elogios ao prefeito Zé Aldemir (PP) e o chamou de aliado histórico.

“Nós temos uma excelente relação com Zé Aldemir, ele já me apoiou em eleições passadas. Eu já destinei vários recursos para Cajazeiras, e nós conversamos muito. Não posso esconder que torço contar com o apoio de Zé Aldemir, mas caso não aconteça, nós continuaremos firmes e coesos”, destacou Pedro.

Bolsonaro

Em relação ao governo de Bolsonaro, Pedro optou pela ponderação, alegando que em todos os governos há erros e acertos.

Na opinião dele, todo cuidado é pouco para não fazer do debate paraibano um palanque da discussão nacional.

“A Paraíba tem uma realidade própria, vai fazer muito mal à Paraíba nacionalizar essa discussão sobre Bolsonaro, Lula ou Sergio Moro”, disse Pedro.

VEJA TAMBÉM

Ao lado do governador, Efraim participa de inauguração de Restaurante Popular em São Bento

Pedro Cunha Lima disse que contribuiu com o governo Bolsonaro, mas desabafa que gostaria de ter visto uma postura diferente por parte do presidente.

Na questão de apoio a corrida presidencial, o pré-candidato ao governo da Paraíba disse que o alinhamento do PSDB nacional é apoiar o governador de São Paulo, João Dória, para candidato à presidência, mas independentemente de quem será o novo presidente do Brasil sua relação será institucional.

No final de sua participação, Pedro critica a gestão do governador João Azevêdo e aponta que o policial da Paraíba tem o pior salário do Brasil e algumas escolas estaduais, a exemplo da Escola Manoel Mangueira, em Cajazeiras, estão com o teto caindo aos pedaços.

Acesse o link e assista ao programa na íntegra:

DIÁRIO DO SERTÃO

MAIS "FÉRIAS"

VÍDEO: Vereadores de Paulista aprovam aumento de recesso para 105 dias: “Um tapa na cara da população”

MUNICÍPIO RACHADO

VÍDEO: Vice-prefeito de Piancó confirma rompimento com o prefeito e anuncia apoio a Pedro Cunha Lima

RESPOSTA

VÍDEO: Secretário de Saúde de São João que teria sido chamado de analfabeto, rebate Zé Aldemir

FIM DE UMA ERA

VÍDEO: Zé Aldemir cancela Xamegão tradicional e diz que vai realizar dois dias de ‘festa fora de época’

Recomendado pelo Google: