header top bar

section content

Cajazeiras vai receber R$ 293 mil extras do FPM

O governo federal vai repor às prefeituras da Paraíba cerca de R$ 27,4 milhões, referente à perda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) nos meses de julho e agosto deste ano. Calculados pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), os valores estão garantidos na Medida Provisória (MP) 462/2009 a qual assegura o repasse de R$ […]

Por

29/09/2009 às 09h06

O governo federal vai repor às prefeituras da Paraíba cerca de R$ 27,4 milhões, referente à perda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) nos meses de julho e agosto deste ano. Calculados pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), os valores estão garantidos na Medida Provisória (MP) 462/2009 a qual assegura o repasse de R$ 901 milhões às cidades do País. O presidente da Famup, Rubens Germano, diz que a recomposição é insuficiente.

A cidade de Cajazeiras receberá 223 mil reais, já o município de Sousa embolsará R$ 320 mil. Para a prefeitura de Patos, serão destinados cerca de R$ 400 mil, já a capital João Pessoa receberá pouco mais de R$ 4 milhões, enquanto Campina Grande ficará com R$ 1,3 milhões e Santa Rita, R$ 453 mil, valor idêntico a Bayeux. Guarabira receberá R$ 293 mil. Das 223 cidades, 138 têm o percentual do FPM de 0,6. Cada uma delas vai receber R$ 80.034.

Por sua vez, os municípios de Cabedelo, Esperança, Monteiro, Nova Floresta, Remígio não terão recomposição, uma vez que o Fundo de Participação em junho e agosto foi igual ao de 2008, de acordo com o levantamento da CNM.

Da redação do Diário do Sertão
Com informações do Jornal da Paraíba

Tags:
OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas