header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

José Wilker recebe título da AL e diz que já se sentia paraibano

O ator cearense José Wilker de Almeida (foto) recebeu na manhã desta quarta-feira,16, o Título de Cidadão Paraibano da Assembléia Legislativa – AL afirmando que já se sentia paraibano. Agora com o título, Wilker disse que se sente um paraibano oficializado. A propositura foi do deputado estadual Fabiano Lucena (PSDB). Segundo José Wilker, o primeiro […]

Por

16/07/2008 às 20h59

/O ator cearense José Wilker de Almeida (foto) recebeu na manhã desta quarta-feira,16, o Título de Cidadão Paraibano da Assembléia Legislativa – AL afirmando que já se sentia paraibano. Agora com o título, Wilker disse que se sente um paraibano oficializado. A propositura foi do deputado estadual Fabiano Lucena (PSDB).

Segundo José Wilker, o primeiro palco que ele pisou e sua primeira namorada eram da Paraíba. Wilker é considerado pela crítica um dos maiores atores e especialistas em cinema do Brasil, tendo participado de mais de 40 filmes e de grandes sucessos na televisão brasileira.

Segundo, Fabiano Lucena, a homenagem foi concedida ao ator pelo seu trabalho no resgate da cultura brasileira e principalmente nordestina, bem como pela interpretação do Padre Rolim no filme rodado na Paraíba intitulado de “O Sonho de Inacim”.

O deputado federal Marcondes Gadelha em seu discurso lembrou que Wilker realmente já era um pouco paraibano porque morava no Recife, a que chamou de “uma periferia de João Pessoa”, mas se encontrava sempre na Capital paraibana. Segundo Marcondes, o título de cidadão não vem com manual e por isso o ator agora deve agir com o coração para com seus novos conterrâneos.

História
José Wilker é natural de Juazeiro do Norte no Ceará. Artista desde pequeno, começou a trabalhar em Recife, como locutor de rádio. Participou também em teatro no "Movimento de Cultura Popular". E assim, quando houve a Revolução de 1964, houve perigo e Wilker mudou-se para o Rio de Janeiro. Procurou emprego e, embora bastante jovem, foi fazer seu primeiro filme: "A Falecida", ao lado de Fernanda Montenegro. No Rio, Wilker fez vários filmes e peças de teatro. Foi se tornando um grande ator. Fez: "A China é Azul"; "Os Inconfidentes"; "O Bofe". Entre 1976 e 1985 ele não trabalhou em teatro. Fez alguns filmes e minisséries importantes como "Dona Flor e Seus Maridos" e “JK”. Hoje, Wilker além de ator e crítico de cinema se prepara para dirigir seu primeiro filme.

Da redação com PS ONLINE

Tags:
HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir