header top bar

section content

"Menina abusada" chega à Cajazeiras

Projeto previne exploração sexual infantil

Por

29/03/2008 às 18h11

width=250Chega a Cajazeiras o projeto Menina Abusada, criado pelo Ministério Público da Paraíba para coibir a exploração sexual de menores no Estado. A cidade de Cajazeiras é a terceira a implantar o projeto, iniciado no final do ano passado e que em pouco tempo já reduziu uma pequena, mas considerável parcela nos índices de casos na Paraíba.

A principal ferramenta do projeto é o disc denúncia, onde, através de uma simples ligação gratuita, de telefones fixos ou celulares, para o número 100, as pessoas podem denunciar casos de exploração sexual infantil na sua cidade. A ligação é atendida pela Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, que repassa a denúncia diretamente ao Conselho Tutelar ou ao Ministério Público da cidade onde está sendo denunciado o caso.

Outra importante ação do Menina Abusada é o acordo feito entre o Ministério Público e donos de Hotéis e Motéis do Estado no sentido de que eles intensifiquem a fiscalização das pessoas que fazem uso desses estabelecimentos. Os proprietários se responsabilizam em não permitir a entrada de menores em motéis, além de fazerem a denúncia ao Ministério.

O projeto traz também a Cajazeiras um espetáculo teatral que leva o mesmo nome do projeto. A peça Menina Abusada é feita por grupos de atores amadores do Conselho Tutelar da cidade, além de pessoas carentes de várias comunidades. O espetáculo estréia neste sábado, 29, a partir das 20:00h, no Teatro Ica.

Rivelino Martins, diretor e um dos atores da peça, explica: “Esse espetáculo tem esse tema que é preocupante de nosso pais e que nos leva a refletir sobre esse problema de tantas meninas violadas em seus direitos através do abuso e exploração sexual”.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:
SEIS CIDADES

VÍDEO: Candidatos da Paraíba e do Ceará concorrem em mais uma eliminatória do Talentos do Sertão 2022

SEPARADOS À FORÇA

VÍDEO: Família se emociona em Cajazeiras no reencontro de mãe e filho que não se viam há mais de 50 anos

AO LADO DO PRESIDENTE

VÍDEO: Cícero Lucena ouve sonora vaia de apoiadores de Bolsonaro e tem dificuldade para discursar

DOGMAS

VÍDEO: Padre explica por que Igreja Católica Brasileira não celebra casamento de pessoas do mesmo sexo

Recomendado pelo Google: