header top bar

section content

Escultor de CZ supera crise vendendo suas obras e restaurando imagens sacras – Vídeo

Modesto Maciel ganha a vida produzindo e restaurando esculturas no seu ateliê, e seu trabalho já virou referência em outros estados

Por Jocivan Pinheiro

30/05/2016 às 14h38 • atualizado em 30/05/2016 às 14h40

Conhecida como “terra da cultura” na Paraíba, a cidade de Cajazeiras, no Alto Sertão do Estado, a 475 km da capital João Pessoa, é polo educacional e tem uma rica história no teatro. Mas, outras vertentes da arte também se destacam na cidade. Uma delas é a escultura. Pelo menos três artistas já têm fama entre os cajazeirenses como grandes escultores. Um deles é Modesto Maciel.

Escultor cajazeirense vira referência na região

Escultor cajazeirense vira referência na região

Modesto ganha a vida produzindo e restaurando esculturas no seu ateliê. Seu trabalho já virou referência não só na Paraíba, mas em outros estados. O resultado disso é o aumento no número de vendas de peças autorais e encomendas de restauração, mesmo em tempos de crise econômica.

“Como nosso trabalho é independente, sempre aparece, não me afetou tanto [referindo-se à crise]. Eu tanto faço a produção dos trabalhos, como também as restaurações. Então quando não tem encomenda para produzir alguma peça, a gente trabalha com restaurações, e vai tocando para frente”, conta o escultor.

Um dos trabalhos autorais que mais marcou a vida de Modesto foi uma escultura chamada “Liberdade”, que foi vendida para uma senhora do Rio de Janeiro.

Jesus Cristo em tamanho real

Jesus Cristo em tamanho real

Sobre a inspiração para produzir, ele explica que cada material traz uma inspiração diferente e vai “guiando” o trabalho, que geralmente tem os conflitos do homem na sociedade como tema principal. Para produzir suas esculturas, ele usa várias matérias-primas, de argila a madeira.

“A gente se inspira muito na realidade, no dia a dia, nas lutas do ser humano para sobreviver e contar história. Isso nos toca muito. Eu retrato sempre essas história”, resume.

Para adquirir alguma escultura do artista ou encomendar restauração, é só procurá-lo no Ateliart, localizado na Avenida Francisco Matias Rolim, nº 53, bairro Alto Belo Horizonte, Cajazeiras-PB; também pelo telefone (83) 9 9112-3368 ou e-mail modestoarte@hotmail.com.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio

VÍDEO!

Padre cajazeirense responde a cantor gospel que atacou Nossa Senhora: “Nossos pêsames a esse cantor”

SAIBA

É OU NÃO É FERIADO? Em entrevista, prefeito de Cajazeiras decide sobre o Dia de São Pedro

PROGRAMA XEQUE MATE

Em Cajazeiras, pai de Gabriel Diniz se emociona e fala com exclusividade sobre a morte do cantor