header top bar

section content

Músico de Cajazeiras conta que, por ser pobre, fazia seus instrumentos com lata e arame – VÍDEO

Demar do Banjo, como ficou conhecido, conta essa e outras histórias com bom humor e emoção no Interview

Por Jocivan Pinheiro

18/08/2016 às 17h07 • atualizado em 06/09/2016 às 18h32

Quando era pequeno e morava na zona rural de Cajazeiras, Valdemar Alves, de família pobre, improvisava seus próprios instrumentos. Impulsionado pelo talento que se apresentava naturalmente, ele fabricava ‘cavaquinhos’ com lata de doce e arames. Nascia ali um músico por instinto.

O pai, ao vê-lo tocar o sucesso de Luiz Gonzaga “Pisa na Fulô” com o instrumento improvisado, entendeu que não poderia perder a oportunidade de ver o filho se tornar um artista da música.

Então, mesmo sem condições financeiras, deu um jeito de comprar um cavaquinho para ele. A partir daí, ele e os irmãos começaram a tomar gosto pela música e formaram um ‘conjunto’.

VEJA MAIS ENTREVISTAS – Clique aqui!

No Interview, Demar do Banjo, como ficou conhecido, conta essa e outras histórias com bom humor e emoção. Ele levou até um banjo para mostrar que consegue tocar qualquer estilo musical com esse instrumento que no Brasil é mais usada no choro e no samba.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

POBREZA EXTREMA

VÍDEO: Desempregada, doente e grávida, mulher faz apelo por ajuda em Cajazeiras para não passar fome

ESTUDO INÉDITO

VÍDEO: Expedição da FSM vai explorar o Nordeste para resgatar saberes populares sobre plantas medicinais

"ONIX, ONIX, ONIX"

VÍDEO: Festa retrô com banda dos anos 90 resgata carnaval com blocos tradicionais de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Após fazerem as ‘pazes’, Jeová e Júnior vão dividir cargos na saúde com Estela, diz comentarista