header top bar

section content

Governo incentiva parcerias para viabilizar cadeia produtiva do algodão colorido

O encontro foi coordenado pela Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde).

Por Priscila Belmont

06/06/2017 às 09h21

Participaram da reunião os representantes da Embrapa Algodão, Sebrae, Aivest, Cinep, Natural Cotton Color, entre outros.

Criar linhas de crédito do Empreender para a cadeia produtiva do algodão colorido, desenvolver estudos da rota da cultura a partir do seu mapeamento e distribuir sementes orgânicas produzidas por sementeiras especializadas para atender o setor produtivo foram alguns dos encaminhamentos feitos durante reunião, nessa segunda-feira (5), do Comitê Gestor do Arranjo Produtivo Local (APL) do Algodão Colorido da Paraíba, coordenado pela Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde).

O secretário da pasta, Lindolfo Pires, destacou o empenho do Governo da Paraíba em fomentar a cadeia produtiva da cultura, desde o plantio à industrialização da matéria-prima. “Essa cadeia é de extrema importância para o desenvolvimento econômico como geradora de emprego e renda, e acredito que a ciência aliada à produtividade trará os melhores resultados”, destacou.

Na ocasião, ele se propôs a mobilizar os órgãos do poder público estadual e, em conjunto, trabalhar para resolver os gargalos e buscar as soluções necessárias a fim de viabilizar o desenvolvimento do setor.

A coordenadora do Núcleo Estadual de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais da Paraíba (NEAPL’s-PB), Dêlma Aquino, lembrou ainda de algumas deliberações na reunião, como a necessidade da criação de uma política mais efetiva para apoiar toda a cadeia produtiva do algodão colorido; o apoio na participação de feiras nacionais e internacionais; a formalização de um termo de cooperação entre o Senai, Governo da Paraíba e Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) para montar uma fiação, pois hoje esse serviço é feito pelo vizinho estado de Pernambuco.

Ela ainda lembrou a necessidade de uma nova pesquisa com estudo de viabilidade econômica e planos de negócios para o algodão colorido e ainda a formalização de uma parceria com o Incra, Emater-PB e Setde para ampliar de forma continuada, a assistência técnica aos produtores do Assentamento Margarida Maria Alves que se destaca na produção da cultura.

Participaram ainda da reunião que aconteceu na sede do Sebrae, representantes da Embrapa Algodão, Sebrae, Associação da Indústria de Vestuário da Paraíba (Aivest), Cinep, Natural Cotton Color, Cooperativa Agrícola de Patos (Campal), Superintendência Federal de Agricultura na Paraíba, Associação das Rendeiras do Cariri Paraibano, UFPB, entre outros.

Secom

VÍDEO

Jovem jornalista estreia programa na TV e conta tudo sobre o Atlético de Cajazeiras no Paraibano 2019

PRATICIDADE NA FISCALIZAÇÃO

VÍDEO: TCE-PB inaugura espaço digital público para ideias tecnológicas de controle dos atos públicos

GRUPOS SE ENFRENTAM NA 1ª FASE

VÍDEO: Dirigentes do Sertão comentam sorteio do Paraibano 2019. Atlético enfrentará o ‘grupo da morte’

ASSISTA!

Imagens de câmeras de segurança mostram assalto a comerciante em frente a banco na cidade de Patos