header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Professor cajazeirense que atua em universidade de Sousa tem pesquisa divulgada na Europa

O professor destaca em sua obra que o Alto Sertão Paraibano, especialmente Cajazeiras, Sousa e Pombal, é cenário de uma intensa pulverização da terra.

Por Luzia de Sousa

03/05/2018 às 15h01

Cleanto é professor da UFCG de Sousa

O professor Cleanto Beltrão de Farias, vinculado ao Curso de Direito da Universidade Federal de Campina Grande, Campus de Sousa, teve uma pesquisa publicada, recentemente, pela editora Nova Edições Acadêmicas, afiliada à editora SIA OmniScriptum Publishing, sediada na Alemanha.

A obra, composta de 496 páginas, intitulada Control de la Fragmentación del Inmueble Agrario en Argentina y Brasil en La Perspectiva del Derecho Comparado,enfoca a problemática da fragmentação das terras agrícolas nos dois países, provocada pela sucessão hereditária e por leis obsoletas, o que tem levado à formação de milhares de minifúndios.Tais imóveis se caracterizam pela insuficiência e incapacidade – fruto de seu reduzido tamanho – de prover o sustento e a ascensão socioeconômica de seus titulares, o que tem gerado o êxodo rural e a pobreza no campo.

Os minifúndios integram a outra ponta da estrutura fundiária argentina e brasileira, caracterizadas pela grande concentração, tanto em relação ao número de estabelecimentos quanto em relação à área ocupada. Inclusive, o professor destaca em sua obra que o Alto Sertão Paraibano, especialmente os municípios de Cajazeiras, Sousa e Pombal, é cenário de uma intensa pulverização da terra, onde se registram centenas de imóveis agrários com menos de 1 hectare, segundo o INCRA, o que representa um entrave ao desenvolvimento agrícola dessa região, potencializado pelas águas da Transposição do Rio São Francisco.

A pesquisa foi desenvolvida no período de 2013-2017, integrando uma tese doutoral defendida pelo professor Cleanto Beltrão, em outubro do ano passado, na cidade de Buenos Aires, junto à Universidad del Museo Social Argentino. A obra, na versão espanhola, encontra-se disponível para consulta nas Bibliotecas do CFP, em Cajazeiras, do CCJS, em Sousa, da UFCG, em Campina Grande, e na Biblioteca Central da UFPB, em João Pessoa.

DIÁRIO DO SERTÃO com assessoria

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”

A ARTE DO CORPO

VÍDEO: Bailarino que dá aula de dança em Cajazeiras fala da sua trajetória e de projetos para a cidade