header top bar

section content

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça

Anchieta lamentou a nota e declarou que o sindicato usou termos “grosseiros, agressivos, rasteiros contra o prefeito Zé Aldemir”.

Por Luzia de Sousa

20/11/2018 às 07h16 • atualizado em 20/11/2018 às 07h19

Em entrevista à TV Diário do Sertão nessa segunda-feira (19), o secretário de Planejamento da prefeitura, o jornalista José Anchieta lamentou a nota de repúdio publicada nesse final de semana pelo Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Cajazeiras (Sinfunc). Na nota, o órgão acusa o prefeito José Aldemir (PP) de se apropriar indevidamente, de 3,83% equivalente ao reajuste do Piso Salarial do Magistério, tachando-o de arrogante e prepotente.

“Calunia o prefeito, ao dizer que os professores ficam inventando atestados médicos para se readaptarem, para não irem dar aula”, diz um trecho da nota do Sinfunc.

Anchieta lamentou a nota e declarou que o sindicato usou termos “grosseiros, agressivos, rasteiros contra o prefeito Zé Aldemir”.

O secretário disse que a nota não traduz o sentimento da maioria da classe dos professores e relembrou que a questão do piso salarial já foi judicializada, não sendo necessário esses ataques contra a pessoa de Zé Aldemir.

“A prefeitura de Cajazeiras está correta na forma de pagamento, aliás, nenhum professor da Rede Municipal de Ensino ganha inferior ao piso, o que está se discutindo é a aplicação do índice progressivamente nas categorias do Magistério”, explicou o secretário.

Anchieta se reportou também ao questionamento dos recursos do Fundeb e afirmou que a Procuradora do Município poderá acionar judicialmente o sindicato por ter acusado o prefeito de apropriação indébita de recursos. “Lamentamos profundamente”.

Veja a nota do Sinfunc
Caríssimos pais de alunos das escolas municipais de Cajazeiras e população de um modo em geral, o SINFUMC e todos os profissionais que constituem o Magistério da rede municipal de ensino (Professores), vem tornar público que, o Prefeito Cajazeirense José Aldemir Meireles, em sua vã arrogância e prepotência, usa mais uma vez os microfones de emissoras de rádios para destilar veneno, inverdades, tentar denegrir a imagem deste Sindicato, de tantas lutas e conquistas, assim como dos competentíssimos profissionais do magistério que lecionam nas escolas pertencentes ao município.

Desde o mês de janeiro do ano em curso, o prefeito vem se apropriando, indevidamente, de 3,83% equivalente ao reajuste do Piso Salarial do Magistério, pois, conforme o reajuste nacional, o percentual seria de 6,81% mas o gestor só vem pagando 2,94. Mesmo assim, tentando convencer a si mesmo, brada que está cumprindo com o pagamento integral deste piso. Até parece que não é bom de fazer contas. Alega de forma estapafúrdia que os professores querem ficar com todo o dinheiro da prefeitura. Que coisa feia prefeito! Tamanho é o absurdo que vem cuspindo da boca para fora, já que o dinheiro do FUNDEB pertence de fato e de direito aos professores, pois na lei que preconiza o referido fundo, deixa claro que deve-se usar PELO MENOS 60% DESTE RECURSO PARA PAGAMENTO DOS PROFESSORES E, SE NECESSÁRIO FOR, USAR ATÉ O DINHEIRO TOTAL (OU SEJA, OS 100%) E, AINDA É OBRIGAÇÃO DO PREFEITO ENTRAR COM UMA CONTRAPARTIDA DE MAIS 25%, CASO OS 100% TAMBÉM NÃO SEJAM SUFICIENTES. É PRERROGATIVA DO GESTOR AINDA PEDIR UMA COMPLEMENTAÇÃO A UNIÃO DESTE DINHEIRO, TODAVIA NÃO O FAZ PORQUE NÃO TEM COMO PROVAR E COMPROVAR QUE OS RECURSOS SÃO INSUFICIENTES, POR ISSO NÃO PEDE ESTA COMPLEMENTAÇÃO.

Calunia o prefeito, ao dizer que os professores ficam inventando atestados médicos para se readaptarem, para não irem dar aula, já que a prefeitura possui uma junta médica, que poderá negar o pedido de qualquer professor que requerer tal benefício, caso o problema de saúde não seja constatado (ou será que a junta médica da prefeitura, não tem credibilidade para o senhor?).

Taxar professores de mentirosos, de só quererem tomar todo o dinheiro da prefeitura para si, de criar atestados para não trabalhar, é de uma INVERDADE SEM PRECEDENTE, DE DESRESPEITO E AUTORITARISMO, pois os números do IDEB demonstram o contrário, já que estes índices foram satisfatórios aqui no município de cajazeiras, MÉRITO EXCLUSIVO destes guerreiros professores e demais profissionais ligados a educação, que mesmo diante dos maus-tratos, das leviandades e agressões do gestor, do não recebimento integral do PISO, dos atrasos no recebimento dos seus vencimentos, não hesitaram em fazer o melhor pela educação cajazeirense e de seus alunos.

As infâmias, injúrias, inverdades, calúnias do Prefeito José Aldemir são tão grotescas, que ainda ousa em dizer que oferece transportes para o sindicato e professores irem cobrar recursos junto ao governo do estado. Ora, esse não é papel do sindicato e dos professores, mas do gestor. E para constar, em nenhum momento as verbas inerentes ao FUNDEB deixaram de cair nos cofres públicos ou sequer atrasaram. Então não há porque irmos a lugar nenhum, a não ser a porta da prefeitura cobrar ao senhor, Prefeito José Aldemir, que honre com os seus compromissos e pague ao professor o que é de direito e acabe com as leviandades, com as inverdades. Para de subestimar a inteligência dos profissionais do magistério, dos membros deste SINDICATO e da população cajazeirense.

Todos os cajazeirenses e até mesmo as populações circunvizinhas já são conhecedores das suas falácias quanto se trata de querer encobrir a verdade; são conhecedores dos seus invencionismos, de que destila ódio e mentiras, de que não cumpre com as suas obrigações perante os servidores públicos.

Não é mais possível maquiar a verdade, querer manipular os fatos. E, enquanto suas mentiras continuarem sendo veiculadas nos meios de comunicação, pode ter a certeza que, este SINDICATO e os Professores estarão apostos para desmascará-lo perante toda sociedade.

A DIRETORIA – SINDICATO DOS FUNCIONÁRIOS MUNICIPAIS DE CAJAZEIRAS
MAGISTÉRIO – SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CAJAZEIRAS

DIÁRIO DO SERTÃO

ASSISTA!

Arquitetura, urbanismo e direitos humanos marcaram último episódio da temporada do Coisas de Cajazeiras

VÍDEO

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco

SERTÃO PRESTIGIADO

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, OAB-PB empossa os eleitos para comandar a instituição

ÁGUA

VÍDEO: Prefeito de Santa Helena inaugura barragem na comunidade São Bento e açude já acumula água