header top bar

section content

Reitor rejeita terreno doado para IFPB em Cajazeiras e professor diz que faltam salas para novos cursos

“Mata um curso para começar outro. O reitor está punindo o campus que dá mais resultado e que precisa ampliar”, lamentou Daladier.

Por Luzia de Sousa

14/12/2018 às 18h22 • atualizado em 14/12/2018 às 18h48

Reitor do IFPB, o Professor Nicássio

Passado o prazo de quatro anos dado pelos empresários Alexandre Costa e Geraldo Alcindo, que doaram um terreno de 40 mil m² para expansão do campus do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) em Cajazeiras, o Reitor Cícero Nicácio respondeu esta semana ao ofício encaminhado por eles, alegando falta de recursos para investir na cidade e citou a situação econômica difícil que o país atravessa, especialmente o Governo Federal.

VEJA TAMBÉM:

+ Ex-reitor fala sobre perda de terreno para dobrar capacidade do IF de Cajazeiras e pede união de forças

IFPB de Cajazeiras corre risco de perder terreno doado. Empresários ampliam prazo para evitar devolução

Os empresários fizeram as seguintes exigências para manutenção da doação: a construção da murada do terreno ou comprovação de dotação orçamentária para tal fim e alocação de verbas junto ao Ministério da Educação ou de dotações orçamentárias próprias.

O terreno seria para iniciar a implantação das atividades do Centro de Tecnologia, mas como resposta, Nicássio alegou que a expansão do campus Cajazeiras não encontra previsibilidade no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFPB.

Terreno doado pelos empresários de Cajazeiras ao IFPB

“Ao mesmo tempo, e atrelado a isso, não há garantia dos aportes orçamentários necessários para a criação e desenvolvimento de uma nova unidade no campus Cajazeiras. É necessário levar em consideração também o contexto de retração econômica vivenciado pelo país e, por consequência, as limitações orçamentárias impostas às instituições públicas federais”. Respondeu o reitor

Reação 1
Para o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Cajazeiras, o empresário Alexandre Costa, o reitor não tem interesse em investir em Cajazeiras e está rejeitando o terreno doado para o crescimento do campus.

Empresário Alexandre Costa, defensor das causas de Cajazeiras

O empresário relembrou que o deputado Luiz Couto (PT), destinou R$ 300 mil para o IFPB na última viagem que um grupo de cajazeirenses fez a Brasília, mas de acordo com a Alexandre Costa, o reitor não vai aplicar esses recursos em Cajazeiras.

“Dava para murar o terreno. Ninguém pediu para construir o prédio no outro dia não. Ele está devolvendo o terreno aos doares. Não tem interesse em investir em Cajazeiras não. É o presente de Natal que Cajazeiras recebe?”, indagou o presidente da CDL.

Reação 2
O representante da Comunidade Acadêmica, o professor Daladier Júnior contestou a informação prestada pelo reitor dando conta que “os investimentos em outra unidade só se justificam em função da realização de estudos que comprovem a impossibilidade de crescimento da oferta dentro da estrutura existente”, ou seja, a unidade atual atende a demanda de cursos em Cajazeiras, segundo Nicássio.

Professor Daladier defende expansão do IF

O professor revelou que a unidade atual está impossibilitada de receber novos cursos por falta de salas de aula, e confidenciou que a implantação do novo curso de Bacharelado em Engenharia Controle e Automação só vai ser possível implantar porque vai perder Automação Industrial.

“Mata um curso para começar outro. Cajazeiras é campus do interior que dá mais resultado, mas o orçamento só faz regredir. O reitor está punindo o campus que dá mais resultado e que precisa ampliar”, lamentou Daladier.

Ele justificou que essa expansão do campus não ampliaria só a capacidade de novos cursos e vagas para os estudantes, mas seria um fomento para a economia local, além da empregabilidade em toda região.

Direção
A diretora do campus, a pedagoga Lucrécia Petrucci disse que o reitor tem interesse de negociar com os doares, porém, explicou que a questão está sendo tratada pela reitoria. “A gente está indicando que converse diretamente com nosso diretor de comunicação”, disse ela.

Prefeito Zé Aldemir disse que vai procurar o reitor

Prefeito
O prefeito de Cajazeiras, o médico Zé Aldemir (PP) disse não está inteirado do problema e se comprometeu em conversar com o reitor sobre o caso. Zé Aldemir afirmou também que vai falar com a diretora do campus para se inteirar sobre a falta de interesse na questão.

Deputados
A redação do Diário do Sertão tentou contato várias vezes com o deputado Jeová Campos (PSB), e com os parlamentares eleitos, Paula Francinete (PP) e Júnior Araújo (Avante), porém, não atenderam as ligações.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio

CLIMA IDEAL

VÍDEO: Prefeito revela interesse de empresas em instalar parque de energia solar em Monte Horebe

INTERVENÇÃO

VÍDEO: Diretor da SCTrans fala sobre planos para dar segurança aos pedestres em frente à São João Bosco

"QUER ENRICAR AINDA MAIS"

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que famoso bispo está vendendo imagens de deusa egípcia na igreja