header top bar

section content

VÍDEO: ‘Em briga de marido e mulher, se mete a colher’. Mulheres falam sobre feminicídio no Xeque-Mate

Violência contra as mulheres e feminicídio foram discutidos com a delegada Ivina Cordeiro, a psicóloga Deusivania Duarte e a comerciária Thaís Rios

Por Jocivan Pinheiro

22/08/2018 às 11h14 • atualizado em 22/08/2018 às 11h15

Feminicídio foi o tema do Xeque-Mate desta semana com a delegada Ivina Cordeiro, a psicóloga Deusivania Duarte e a comerciária Thais Rios.

A delegada explicou o conceito de feminicídio, comentou sobre os 12 anos da Lei Maria da Penha, revelou quais os crimes mais recorrentes contra as mulheres, mostrou dados acerca do trabalho do Estado para combater a violência contra a mulher, entre outras questões de abrangência das delegacias.

VEJA TAMBÉMPai de jovem sertanejo acusado de matar mulher em SP conta outra versão do crime

Deusivania Duarte falou sobre as consequências psicológicas causadas pela violência contra a mulher, os principais motivos que levam os homens a praticarem feminicídio, explicou o que é empoderamento feminino e feminismo, detalhou sobre o trabalho do psicólogo nas questões de violência contra as mulheres, entre outros.

Thaís Rios, que gravou o vídeo da chamada do programa, disse porque tomou a decisão de, mesmo tão jovem, participar da luta contra a violência doméstica e o feminicídio.

+ Assista outras edições do Xeque-Mate

As convidadas do Xeque-Mate e o apresentador Fernando Antônio

Os convidados do Xeque-Mate e o apresentador Fernando Antônio

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Programa Mensagem Empresarial recebe empresárias e fala sobre o Instituto Aprender Mais

ELEIÇÕES 2020

Pesquisa DiáriodoSertão/Datavox mostra os nomes mais lembrados para vereador em Bernardino Batista

DE AUTORIA DE JEOVÁ CAMPOS

VÍDEO: ALPB vai realizar audiência em Cajazeiras sobre a lei da triagem para todos os recém-nascidos

REFLEXOS ECONÔMICOS

VÍDEO: Empresário explica os impactos do coronavírus e do aumento do dólar no comércio brasileiro