header top bar

section content

Árbitro da luta que levou português à morte garante: “Parei na hora certa”

Mariusz Domasat afirma que, em nenhum momento anterior à paralização, houve razão para interromper o combate que culminou com o falecimento de João Carvalho

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

13/04/2016 às 12h39

Charlie Ward venceu João Carvalho por nocaute técnico no terceiro round no TEF 1 (Foto: Dave Fogarty - Independent)

Terceiro homem no cage em que lutavam o irlandês Charlie Ward e o português João Carvalho no Total Extreme Fighting 1, o árbitro polonês Mariusz Domasat chegou a ser criticado por Conor McGregor por não ter parado a luta um pouco mais cedo. O combate, vencido por Ward por nocaute técnico culminou com a morte de Carvalho dois dias depois, no hospital Beaumont, em Dublin, na Irlanda. Entrevistado pelo jornal “Daily Star”, Domasat garantiu que sua atuação foi correta, e negou ter demorado a interromper o duelo, como chegou a comentar Conor McGregor, que estava presente ao evento.

– Se vocês virem a luta, perceberão claramente que não havia razão para interrompê-la antes de quando eu fiz. Eu parei o combate quando houve uma razão para fazê-lo. Um lutador, no caso João Carvalho, não estava mais lutando. Qualquer um que tenha uma noção mínima do que é MMA verá que a luta foi parada na hora exata. Sou um árbitro experiente e membro da IAPA (Irish Amateur Pankration Association), que zela pela segurança do MMA no país. Sei o que estou fazendo.

Segundo o jornal, duas investigações paralelas estão em curso no momento: a Gardai (polícia irlandesa) ainda levanta dados sobre a morte de João Carvalho, e um relatório será levado à Corte de Dublin, que é o padrão em qualquer investigação sobre mortes súbitas. Separadamente, a HSA (Health and Safety Authority, uma espécie de órgão que zela pela saúde e segurança públicas na Irlanda), iniciou a sua própria investigação preliminar sobre o caso, e seus agentes determinarão se o caso terá prosseguimento ou não a partir dos dados coletados.

Sportv

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio