header top bar

section content

Bando fortemente armado cerca cidade do Sertão da Paraíba assalta agência dos Correios; Polícia Federal foi acionada e investiga o caso

A Polícia Federal que foi acionada minutos depois ao ataque, e segundo informações chegadas a reportagem, os acusados não conseguiram explodir o cofre.

Por Luzia de Sousa

28/06/2017 às 08h01 • atualizado em 28/06/2017 às 08h02

Assalto a agência dos Correio (Foto: Catolé News)

Um bando fortemente armado ‘invadiu’ a cidade de Logoa, na microrregião de Catolé do Rocha, Sertão da Paraíba durante a madrugada desta quarta-feira (28), e arrombaram a agência dos Correios.

A Polícia Federal que foi acionada minutos depois ao ataque, e segundo informações chegadas a reportagem, os acusados não conseguiram ou resolveram a não explodir o cofre da agência.

Ataque
Assim como vem acontecendo em outras cidades, o ataque de ontem em Lagoa foi comandado por um grupo de homens armados que se dividiram em duas turmas para agir. Uma parte se dirigiu a sede do Destacamento da Polícia Militar quando efetuaram vários disparos com o objetivo de intimidar os policiais, enquanto os outros bandidos foram diretamente ao prédio onde fica a agência dos Correios e praticaram o arrombamento.

Após a ação dos malévolos, a Polícia Militar entrou em diligência com o apoio de várias viaturas, mas devido a grampos espalhados pela ruas e arredores, viaturas ficaram no prego com pneus furados,enquanto outras empreenderam ações tentando encontrar resquícios do grupo, que após o crime se evadiram em destino ignorado.

DIÁRIO DO SERTÃO com Catolé News

OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas