header top bar

section content

Energisa flagra furto em Cajazeiras e São José de Piranhas; conta sobra para consumidores honestos

A Energisa explicou que o desvio de energia acaba sendo pago por todos os clientes, uma vez que parte do valor é acrescido à tarifa.

Por Luzia de Sousa

10/11/2017 às 15h34

Foto divulgação da empresa Energisa

Equipes de fiscalização da Energisa realizaram operações de combate ao furto de energia esta semana nos municípios de Cajazeiras e São José de Piranhas, no Sertão paraibano, e durante as averiguações foi constatado furto de energia em um posto de combustíveis e duas residências de grande porte, entre outros locais, segundo informações do portal Paraíba Online de João Pessoa.

A Polícia Civil, que é acionada neste tipo de operação, esteve nos locais e autuou em flagrante os responsáveis pelas fraudes. Eles podem pegar até oito anos de prisão, conforme o Artigo 155 do Código Penal. A Energisa explicou que o desvio de energia acaba sendo pago por todos os clientes, uma vez que parte do valor é acrescido à tarifa.

Segundo Fabrício Sampaio, gerente do Departamento de Combate a Perdas, da Energisa na Paraíba, os desvios praticados somente por estas três unidades consumidoras correspondem ao consumo mensal de 438 residências, que tenham um gasto médio de 120 kWh.

“A estimativa é que tenham sido desviados mais de 52.800 kWh de energia, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil por mês”, revela Fabrício.

Além de ser crime, vale lembrar que o furto de energia impacta na qualidade do fornecimento e oferece riscos à segurança. Denúncias podem ser feitas em qualquer canal de atendimento da Energisa de forma anônima.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’

ANALISAR MELHOR FORMA

Presidente da OAB Nacional diz que irá discutir modelo legal para a questão do armamento no Brasil

PARTICIPE!

Retiro de Carnaval de Pombal recebe adesão de fiéis para a execução do maior evento religioso da cidade

SANTA MARIA

VÍDEO: Faculdade de Cajazeiras é contraponto a injustiças sociais e falta de ‘gentilezas’, diz diretora