header top bar

section content

Vereador da oposição da região de Sousa é condenado a mais de 12 anos de reclusão e tenta reverter pena

O vereador participou do roubo juntamente com mais três pessoas, onde invadiram o local, causou o incêndio e fizeram dois funcionários reféns.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

27/02/2018 às 14h36

João Neto, vereador (foto: Diário do Sertão)

O Vereador da oposição da cidade de Aparecida, na região de Sousa, João Rabelo de Sá Neto foi condenado a uma pena de mais de 12 anos de reclusão em regime fechado, após participar de um roubo e incêndio de um estabelecimento comercial da região.

Segundo o Dr. José Normando, juiz da 1ª instância que julgou a pena, a denúncia foi feita pelo Ministério Público da Paraíba.

O vereador participou do roubo juntamente com mais três pessoas, onde invadiram o local, causou o incêndio e fizeram dois funcionários reféns.

João entrará com recurso de apelação, e deverá ser julgado na quinta-feira (01) pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, e se julgado, perderá o cargo de vereador na Câmara Municipal de Aparecida e cumprirá pena em regime fechado na Colonia Penal Agrícola do Sertão.

DIÁRIO DO SERTÃO

TOTALMENTE RENOVADO

VÍDEO: Com mais elegância e tecnologia, novo carro da Wolkswagen é lançado com festa em Cajazeiras

ENTREVISTA

VÍDEO: João Azevêdo garante que tem planos para fortalecer produção de leite e área da saúde em Pombal

ALÍVIO

VÍDEO: Para vice-presidente do SINDIÁGUA, eleição de João Azevêdo afasta risco de privatização da Cagepa

FASE DE 'ÓCIO'

VÍDEO: Aposentado, jornalista da PB cita ex-colegas da imprensa que ele admira e diz se pretende voltar