header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Casal de moto assalta e ainda agride criança no Sertão da Paraíba; ação foi flagrada por câmeras

Segundo informações divulgadas pela polícia, a vítima estava sentada na porta de sua residência

Por Luzia de Sousa

26/04/2018 às 08h56

Assalto aconteceu na cidade de Patos

Um assalto registrado por volta das 18h desta terça-feira (24) na Rua Padre Anchieta, Bairro do Santo Antônio aqui em Patos, chamou muito atenção. Um casal em uma motocicleta realizou assalto a uma senhora, e agrediu uma menina de 4 anos, filha da vítima.

Segundo informações divulgadas pela polícia, a vítima estava sentada na porta de sua residência, quando um casal chegou em uma motocicleta e anunciou um assalto. Eles arrancaram um aparelho celular que estava com a mulher e o homem agrediu com um tapa no rosto uma menina de 4 anos, que se assustou com a cena.

Após praticar o assalto, o casal saiu na motocicleta, mas foi perseguido por uma equipe da ROTAM – Rondas Táticas com Apoio de Motocicletas. Após alguns minutos, a dupla foi interceptada e presa. Levados para a Delegacia, o casal de 19 anos foi encontrado uma sacola contendo vários celulares.

Há informações de que a dupla, que não tem passagem pela polícia, promoveu vários assaltos no setor sudoeste de Patos, sempre usando a motocicleta como instrumento de apoio. O casal foi ouvido, e deve ser encaminhado para o Presídio Romero Nóbrega, onde aguardará decisão da justiça.

DIÁRIO DO SERTÃO com Patos Online

Fonte: http://www.patosonline.com/post.php?codigo=65137

BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça