header top bar

section content

Sete assaltantes são presos acusados de furtar meio milhão em joias de lojas no Sertão da Paraíba

Alguns integrantes da quadrilha faziam parte de uma empresa de segurança privada que fazia a vigilância das lojas que foram furtadas

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

13/09/2018 às 09h17 • atualizado em 13/09/2018 às 11h43

Sylvio Rabello, delegado que comandou a operação (foto: DS)

Uma operação realizada pela polícia civil, conseguiu prender na manhã desta quarta-feira (13) sete criminosos acusados de participar de arrombamentos de duas joalherias no centro da cidade de Catolé do Rocha, Sertão da Paraíba. Os furtos foram praticados há cerda de dois meses.

De acordo com o delegado, Sylvio Rabello, alguns integrantes da quadrilha faziam parte de uma empresa de segurança privada que fazia a vigilância das lojas que foram furtadas. Esses vigilantes faziam a “segurança” dos comparsas durante os crimes que foi praticados durante a madrugada.

O delegado Sylvio Rabello afirmou que os bandidos conseguiram levar uma grande quantidade de joias avaliada em meio milhão de reais.

Os acusados foram conduzidos até a delegacia de Catolé do Rocha.

DIÁRIO DO SERTÃO

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo