header top bar

section content

Padrasto denunciado de abusar da enteada de 13 anos e ameaçá-la com uma faca é preso no Ceará

A vítima estava dormindo no momento em que foi surpreendida pelo padrasto armado com uma faca.

Por Luzia de Sousa

18/12/2018 às 18h02

Homem foi preso no Ceará (Foto: Polícia)

A Polícia Civil com apoio da Polícia Militar de Cachoeira dos Índios cumpriu mandado de prisão nesta terça-feira (18), em desfavor de um homem denunciado por abusar sexualmente da enteada de 13 anos. O mandado é da 2ª Vara, da Comarca de Cajazeiras, que tem a frente o juiz Thiago Rabelo.

+ Padrasto é suspeito de abusar sexualmente da enteada de 13 anos com uma faca em Cachoeira dos Índios

De acordo com informações colhidas pela polícia, o caso aconteceu no dia 06 deste mês. A vítima estava dormindo no momento em que foi surpreendida pelo padrasto armado com uma faca. O homem teria ameaçado matá-la caso ela fizesse algum barulho enquanto estava sendo acariciada.

Nesse momento, a irmã da adolescente, que tem apenas 09 anos de idade, acordou e também foi ameaçada pelo padrasto. Segundo as investigações, as duas chegaram a ser asfixiadas no pescoço durante as ameaças.

As crianças contaram o caso para uma pessoa próxima à família, que decidiu repassá-la para uma irmã das vítimas que mora em Cajazeiras. Revoltada, ela acionou a Polícia Civil.

Ao tomarem conhecimento da denúncia, o homem e a mãe das crianças teriam fugido. Ela se apresentou na delegacia e ele permaneceu sendo procurado, mas foi preso nesta terça-feira, na zona rural da cidade do Barro, Estado do Ceará.

DIÁRIO DO SERTÃO

DÍVIDAS ALTAS

EXCLUSIVO: Juiz se pronuncia sobre processo trabalhista que pode tirar Atlético do Campeonato Paraibano

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras