header top bar

section content

DESABAFO: Primo de gari morto em Sousa afirma: ‘Não foi acidente de trabalho, ele foi atropelado”

Um primo do jovem gari falou sobre o que a família está achando desse acidente e fez um desabafo emocionado

Por DIÁRIO DO SERTÃO

14/11/2019 às 15h33

Após a tragédia que vitimou o trabalhador de coleta de lixos na cidade de Sousa, Sertão do estado, no inicio da semana, um primo da vítima fez um verdadeiro desabafo ao vivo no programa Cidade Notícia do radialista Levi Dantas.

O jovem Anderson Ferreira de Andrade, de 24 anos estava trabalhando na segunda-feira (11) recolhendo lixo em uma caçamba, quando acabou batendo a cabeça no veículo e caiu desacordado. O SAMU foi acionado, mas ao chegar no local a vítima já havia sido levada em um carro até o Hospital Regional de Sousa (HRS). Profissionais de saúde do HRS, afirmaram que Anderson Ferreira não resistiu aos ferimentos e veio a óbito antes de chegar ao hospital.

+ VÍDEO: Polícia investiga se gari morreu ao bater cabeça em caçamba ou foi atropelado em Sousa

Não se sabe ao certo se Anderson bateu a cabeça no veículo ou se o mesmo caiu do caminhão e acabou sendo atropelado.

Raimundo fez um desabafo ao radialista Levi Dantas, sobre a morte do primo

Segundo o senhor Raimundo Vieira, a morte do primo não está esclarecida: “Não foi acidente de trabalho, ele foi esmagado pelo caminhão.”

Ainda de acordo com ele, uma pessoa viu todo o acidente: “Inclusive temos testemunha e essa testemunha está sendo agredida para não contar a verdade, e nós já sabemos.. Essa testemunha estava com ele na hora.” Raimundo ainda disse o passo a passo de como acha que tudo tenha acontecido e de como o corpo do jovem foi encontrado: “Meu primo era um trabalhador, um lutador, pai direito que perdeu a vida.. Não estamos atrás de dinheiro, estamos atrás de justiça.”

AS INVESTIGAÇÕES

O tenente Arnaldo Clemente, comandante da PPTRAN, afirmou que a polícia civil abriu inquérito para investigar o caso, que pode ter sido uma fatalidade, mas no entanto, vai ficar a critério da polícia civil para desvendar o que realmente ocorreu.

O LAUDO

O laudo do IML deverá sair dentro de 30 dias e deve apontar o que ocasionou a morte de Anderson.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

NINGUÉM FICOU FERIDO

Ônibus da delegação do Atlético de Cajazeiras pega fogo durante viagem com destino a João Pessoa

RECAPEAMENTO

VÍDEO: Após cobrança do presidente da CDL, secretário anuncia obra no asfalto em frente à entidade

ALERTA PARA A SAÚDE

VÍDEO: Nutricionista sousense revela como acabar com a gordura no fígado e melhorar a sua saúde

FÉ E GRATIDÃO

VÍDEO: Mãe paga promessa na Catedral de Cajazeiras pelo filho que tem Leucemia e emociona a internet