header top bar

section content

Resultado da necrópsia aponta que menina de 11 anos achada morta em João Pessoa foi estrangulada

Quanto ao abuso sexual, a perícia aguarda os resultados de mais um exame para poder divulgar um parecer definitivo

Por Luiz Adriano

10/09/2021 às 09h16 • atualizado em 10/09/2021 às 09h21

Anielle Teixeira tinha apenas 11 anos. (Foto: reprodução/redes sociais).

O resultado do exame necroscópico da criança de 11 anos que foi achada morta em uma mata do bairro do Miramar, em João Pessoa, foi divulgado na manhã desta sexta-feira (10). Segundo a perita e chefe do Numol da Paraíba, Cristiane Helena Freire, em entrevista a TV Cabo Branco disse que a menina foi morta por estrangulamento.

Conforme a perícia, nas vias aéreas havia resquícios de lama, o que leva a crer que ao ser jogada no local onde foi encontrada, ela ainda estaria viva e teria aspirado a lama.

VEJA TAMBÉM

Criança desaparecida da orla de João Pessoa é encontrada morta e com sinais de violência sexual

ESTUPRO

Quanto ao abuso sexual, a perícia aguarda os resultados de mais um exame para poder divulgar um parecer definitivo.

Ainda conforme a perícia, o corpo de Anielle Teixeira, de 11 anos, teve que ser congelado por cerca de 24 horas devido ao estado de decomposição em que se encontrava.

SEPULTAMENTO

Após os exames cadavéricos, o corpo da menina foi entregue aos familiares para realização do sepultamento, o qual ocorreu na tarde desta quinta-feira (09) movido por muita comoção e revolta, no Cemitério São José, no bairro Cruz das Armas, em João Pessoa.

SUSPEITO

O principal suspeito de ter estuprado e matado Anielle, foi preso em Pernambuco e transferido para a Paraíba na última quarta-feira (08). Ele confessou ter assassinado a menina, mas negou ter abusado sexualmente da vítima.

O investigado disse que foi espancado pela polícia de Pernambuco, fato este, que seu advogado argumentou que teria sido o motivo que teria levado seu cliente a confessar o crime.

A polícia pernambucana emitiu uma nota negando qualquer tipo de agressão contra o suspeito. Ele foi encaminhado ao presídio PB1, em João Pessoa.

RELEMBRE

A criança de 11 anos, Anielle Teixeira, que havia desaparecido no último domingo (05) na orla de João Pessoa, foi encontrada na madrugada desta quarta-feira (08) em uma região de mata, no bairro do Miramar, na Capital. Conforme as investigações, a menina teria saído com um homem de bicicleta no início da manhã do domingo e a partir daí não voltou mais.

A criança foi encontrada apenas com a roupa da parte de cima e já em estado de decomposição. Conforme a polícia, o corpo apresentava indícios de violência sexual e esganadura.

A mãe da menina informou a polícia que teria passado o sábado (04) na praia com Anielle e seus irmãos, e à noite quando iria embora, os valores dos transportes de aplicativo estariam muito alto e ela teria resolvido dormir em um quiosque de amigos seus. Ao amanhecer, sua filha não estava mais com ela. Uma irmã mais nova de Anielle, teria dito a mãe que um homem, em uma bicicleta, teria chamado Anielle para sair e depois desse momento ela não mais voltou.

MATÉRIAS RELACIONADAS AO CASO

Principal suspeito de estuprar e matar criança de 11 anos em João Pessoa, é preso em Pernambuco

Suspeito de matar criança de 11 anos em João Pessoa confessa crime à polícia, mas nega estupro

PORTAL DIÁRIO

MELHOR PARA A SOCIEDADE

VÍDEO: “De altíssima periculosidade”, diz delegado sobre três suspeitos presos em São José de Piranhas

MUNDO ANIMAL

VÍDEO: Bombeiro dá detalhes da captura do ‘Macaco Galego’ que tocou terror na região de Cajazeiras

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Avanço da vacina é fundamental para retomada do pequeno negócio, avalia chefe do SEBRAE-PB

"ELE LÁ, MEU GRUPO CÁ"

VÍDEO: Carlos chama Zé Aldemir de Judas Iscariotes e diz que não estará no mesmo palanque que o prefeito

Recomendado pelo Google: