header top bar

section content

PMDB bate martelo nesta segunda-feira sobre apoio ou não ao impeachment de Dilma

Conforme o parlamentar paraibano, o partido não pode seguir apoiando um governo cercado de escândalos.

Por Luzia de Sousa

28/03/2016 às 11h19

Senador José Maranhão segue decisão do PMDB

O PMDB deve definir nesta segunda-feira se vai continuar na base da presidente Dilma Rousseff (PT) e apoiar ou não o processo de impeachment. Uma reunião agendada para às 19h desta segunda-feira (28), no gabinete do senador José Maranhão (PMDB), deve definir o futuro da legenda.

O senador José Maranhão já se posicionou sobre o tema, e defende o desembarque imediato do PMDB do Governo Dilma. A expectativa é que os demais filiados do partido na Paraíba também sigam a tendência do mestre de obras e também votem pelo desembarque.

Conforme o parlamentar paraibano, o partido não pode seguir apoiando um governo cercado de escândalos.

Essa decisão vem sendo tomada por boa parte dos diretórios estaduais, incluindo o do Rio de Janeiro.

A reunião contará com a presença dos deputados federais e estaduais, senadores, do tesoureiro Antônio de Sousa, além dos suplentes de parlamentares Roberto Paulino e Olenka Maranhão.

O deputado federal Hugo Motta adiantou que, o que for acordado pela maioria será seguido pelos demais, para mostrar a unidade do partido.

Segundo publicação do jornal Folha de S.Paulo, aliados da presidente Dilma Rousseff temem um “efeito manada” sobre a base do governo caso o PMDB confirme o rompimento com o Planalto em reunião de seu diretório nacional. Os mais afetados tendem a ser PP, PR e PSD.

PB Agora

OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas