header top bar

section content

Câmara de Cajazeiras pede aos senadores paraibanos que eles votem contra o ‘golpe’

Os vereadores cajazeirenses pedem aos senadores que 'tomem posicionamento claro e firme em defesa da legalidade democrática'

Por Jocivan Pinheiro

26/04/2016 às 14h00 • atualizado em 26/04/2016 às 16h14

Câmara de Vereadores de Cajazeiras

Câmara de Vereadores de Cajazeiras

A Câmara Municipal de Cajazeiras enviou um ofício aos três senadores paraibanos em Brasília pedindo que eles votem contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), processo esse que os vereadores classificam como “golpe de morte contra a Nova República”.

No documento assinado pelo presidente Nilson Lopes (PDT) e aprovado por todos os vereadores, a Câmara reafirma seu posicionamento “em defesa da Constituição Federal” e repudia “qualquer tentativa de quebra da normalidade democrática por meio de mecanismos escusos, juridicamente sem sustentação, em processo conduzido por parlamentares sem qualquer legitimidade que respondem por crimes de corrupção junto ao Supremo Tribunal Federal ou que são suspeitos em operações investigativas como a famigerada Lava Jato, e que buscam, em última análise, fazer chegar ao poder um projeto político que foi derrotado nas últimas eleições presidenciais sem se submeter ao escrutínio do voto popular.”

Trecho do ofício enviado aos senadores

Trecho do ofício enviado aos senadores

Os vereadores cajazeirenses pedem aos senadores José Maranhão (PMDB), Raimundo Lira (PMDB) e Cássio Cunha Lima (PSDB) que “tomem posicionamento claro e firme em defesa da legalidade democrática.”

Ainda no ofício, os parlamentares ressaltam que a presidente Dilma teve quase 70% dos votos dos eleitores paraibanos, mais de 80% dos votos dos cajazeirenses e que o processo de impeachment não tem base jurídica por não haver crime de responsabilidade, segundo um manifesto assinado por mais de oito mil juristas brasileiros.

Os vereadores também criticam, no ofício, a postura dos deputados que votaram a favor do impeachment na Câmara Federal e, em especial, os parlamentares paraibanos que “passaram a ser vistos como traidores do povo paraibano, posicionando-se em torno de interesses outros que não o de seu povo.”

Câmara de Cajazeiras

Mais um trecho do ofício enviado aos senadores

.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

"QUER ENRICAR AINDA MAIS"

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que famoso bispo está vendendo imagens de deusa egípcia na igreja

FOGO NO LIXÃO

VÍDEO: Júnior Araújo denuncia fumaça que tomou conta de Cajazeiras e ataca prefeito Zé Aldemir

ENTREVISTA

Presidenta do Coren diz que enfermeiro pode ter clínica, luta pelo piso salarial e fala sobre concursos

POSSÍVEL CANDIDATO

VÍDEO: Ex-prefeito de Cachoeira dos Índios revela quais os ‘vices dos sonhos’ para sua chapa em 2020