header top bar

section content

Zenildo alerta eleitores de Sousa que termina amanhã o prazo para recadastramento biométrico junto à Justiça Eleitoral

O sousense destaca a importância dos eleitores da 35ª Zona Eleitoral localizada em Sousa

Por Luzia de Sousa

03/05/2016 às 15h24

Defensor do cadastramento biométrico que na visão do sousense Zenildo Oliveira presidente do diretório do PSD na cidade e pré-candidato a prefeito de Sousa, é uma tecnologia desenvolvida para oferecer ainda mais segurança ao processo eleitoral. O sousense destaca a importância dos eleitores da 35ª Zona Eleitoral localizada em Sousa que ainda não atualizaram seus dados junto a justiça eleitoral para fazerem sua biometria que promoverá uma eleição mais segura e eficaz esse ano.

Zenildo lembra que termina amanhã (04/05/2016) prazo do alistamento para quem quer participar das eleições deste ano e ainda não se habilitou junto à Justiça Eleitoral. A coordenadora da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Vanessa do Egypto, concorda com Zenildo e alerta que prazo é final para quem não votou e não justificou a ausência às urnas em três pleitos consecutivos ou que não efetuou o cadastramento nos municípios que passaram por processo de revisão eleitoral, para implantação no sistema biométrico de votação, a exemplo de Bayeux, Santa Rita, Patos, Sousa e outros 94 municípios que contarão com a nova tecnologia para identificação dos eleitores por meio das impressões digitais pela primeira vez nas eleições de ano.

Ele destaca também que a justiça eleitoral já afirmou que o eleitor que não se cadastrar terá seu título cancelado, acarretando inúmeros prejuízos, ficando impedido de votar, requerer passaporte, inscrever-se em concurso público, fazer empréstimo financeiro, dentre outros. “O documento é exigido para inscrição de concurso público, emissão de passaporte, empréstimo bancário, inscrição do CPF, entre outras situações”, explicou o presidente do TRE-PB, desembargador José Aurélio da Cruz. O desembargador lembrou que inscrição eleitoral e o voto nas eleições municipais deste ano são obrigatórios para os jovens com mais de 18 anos e facultativo para analfabetos e jovens entre 16 e 18 anos de idade e maiores de 70 anos.

Apesar da inovação, o procedimento não muda significadamente com a forma de reconhecimento nas seções eleitorais. Assim como nas disputas anteriores, o eleitor terá de se apresentar aos mesários. Esses funcionários, por sua vez, verificam se ele está no local correto, se levou um documento oficial com foto e se está com a relação de números dos candidatos — a cola eleitoral, o procedimento visa, sobretudo promover uma eleição mais segura e eficaz em 2016. “Procure o posto de atendimento mais próximo e exerça a sua cidadania”, afirmou Zenildo.

Assessoria de comunicação

COM OLIVAN PEREIRA

VÍDEO: Exoneração do sobrinho de Rivelino Martins e nomeação de Maura Sobreira agitam o Direto ao Ponto

CONTRA A LIBERAÇÃO

VÍDEO: Comandante da PM de Cajazeiras vê risco de aumentar crimes domésticos e fúteis com posse de arma

EM 2020

VÍDEO: Deputado federal sugere que Chico Mendes pode ser candidato a prefeito de Cajazeiras pelo PTB

UNA FREVO 2019

VÍDEO: Com 16 atrações, destaques nacionais e percurso do frevo, carnaval da cidade de Uiraúna é lançado