header top bar

section content

INSS: Zé Maranhão defende modernização da Previdência Social no Brasil

“Estou esperançoso de ver mudanças porque conheço o talento e a capacidade de trabalho de Gadelha"

Por Luzia de Sousa

26/08/2016 às 07h37

José Maranhão se reúne com Leonardo Gadelha

Em audiência nesta quinta-feira com o Presidente do INSS, Leonardo Gadelha, o senador José Maranhão (PMDB/PB) defendeu a modernização da Previdência Social no Brasil, destacou que o Congresso precisa avançar na reforma previdenciária e manifestou confiança no comando de Gadelha à frente da instituição.

“Estou esperançoso de ver mudanças porque conheço o talento e a capacidade de trabalho de Gadelha. Ele é um paraibano cuja trajetória e caráter conheço bem e com o qual tenho identidade política de longa data”, disse José Maranhão, ao lembrar o fato de Leonardo Gadelha ter sido seu Secretário de Agricultura no governo da Paraíba.

Para o senador, a estrutura do INSS ainda é precária e marcada pela ineficiência. “Vejo a chegada de Leonardo com perspectiva de reforma” afirmou, ao defender que o Congresso Nacional tenha “sensibilidade e coragem” para levar a reforma previdenciária adiante. “Ele é um jovem que assume uma difícil tarefa. Como jovem, segue a tendência que existe no Brasil hoje de buscar a transparência, a agilidade e a inovação na gestão pública”, ressaltou José Maranhão, acrescentando que é preciso fazer um choque de gestão no INSS.

Durante a audiência, o presidente do INSS, Leonardo Gadelha, informou que a Previdência Social em 2015 atendeu 33 milhões de beneficiários em todo o País, a um custo de 420 bilhões de Reais, o que corresponde a 8% do PIB.

Assessoria

Recomendado para você pelo google

COMPARTILHOU NAS REDES SOCIAIS

VÍDEO: Bolsonaro compartilha vídeo de vereador paraibano para comemorar avanços na transposição

LAMENTÁVEL

Amigos, familiares e colegas de trabalho dão o último adeus ao gari que morreu em acidente em Sousa

VÍDEO

ASSISTA: Em Sousa, humorista chama o desconhecido por outro nome e causa confusão em Mercado Público

"SÓ PODE LULA?"

VÍDEO: Bolsonaristas defendem 2ª instância, mas não querem amigos presos pela Andaime, diz colunista