header top bar

section content

Polícia prende cinco pessoas da mesma família da região de Cajazeiras suspeitos de crime no Pernambuco

De acordo com o Pelotão da PM na cidade, que também participou da ação, os PMs pernambucanos procuram apoio para cumprir mandados de prisão.

Por Luzia de Sousa

15/03/2017 às 07h18 • atualizado em 15/03/2017 às 08h19

Polícia Militar foi acionada (foto meramente ilustrativa)

Uma ação conjunta da Polícia do Pernambuco com policiais militares de Bonito de Santa Fé prendeu nessa terça-feira (14), no Bairro Barrozão, na cidade do Sertão da Paraíba, cinco pessoas da mesma família com mandado de prisão em aberto pela Justiça, expedido através da Vara Única da Comarca de São José do Belmonte (PE).

+ TRAGÉDIA: Casal do Sertão morre atropelado no PE; Mais três pessoas ficaram graves

De acordo com o Pelotão da PM na cidade, que também participou da ação, os policiais pernambucanos procuram apoio para cumprir com os mandados de prisão.

Segundo informações da Polícia Civil, através do agente Péricles Ramalho, os processos foram instaurados há mais de 20 anos e faltava pouco tempo para prescrever.

Ainda de acordo com o policial civil, a família presa responde por suspeita de envolvimento em um crime de grande repercussão ocorrido em Pernambuco há quase três décadas. Eles teriam chegado fugido para Bonito de Santa Fé e lá estabeleceram família.

De acordo com informações, o patriarca e a matriarca da família já têm mais de 80 anos e são bastante queridos na cidade. Até o momento ninguém suspeitava de nada sobre eles.

DIÁRIO DO SERTÃO com Radar Sertanejo

É DO SERTÃO!

Cantores mirins do Vale do Piancó estão fazendo sucesso e bombando em vários estados brasileiros

PROBLEMA GRAVE

VÍDEO: No Xeque-Mate, voluntários debatem sobre maus tratos e abandono de animais em Cajazeiras

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras