header top bar

section content

Cajazeiras no ‘SPC’, Júnior Araújo candidato do grupo de Carlos Antonio e filho de cajazeirense para o governo da PB movimentam a semana

José Aldemir precisa de muita fé e reza, até muito mais do que tinha no tempo em que vestiu batina no Seminário Nossa Senhora da Assunção.

Por Luzia de Sousa

08/05/2017 às 08h12 • atualizado em 08/05/2017 às 08h16

Junior Araújo e Carlos Antônio durante evento em Santa Helena

Queda da Bastilha
A cidade de Carrapateira, que muitos paraibanos não sabiam sequer existia, entrou para a História como a da “queda da Bastilha ou da extinção de estrada de barro” no mapa rodoviário da Paraíba. Junto com a rodovia pavimentada a cidade recebeu um número de pessoas dez vezes maior do que a sua população, para a festa, tendo a frente o grande general desta epopéia: Ricardo Vieira Coutinho, o maior governador da Paraíba e o melhor do Brasil.

Inspiração divina
O prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, em declaração a imprensa, disse que espera receber “inspiração divina” para continuar pagando até o final de sua gestão os funcionários municipais dentro do mês trabalhado.

Iluminação divina
Nesta mesma entrevista pediu também a “iluminação divina” para retirar o município da relação de inadimplentes do CAUC do governo federal. José Aldemir precisa de muita fé e reza, até muito mais do que tinha no tempo em que vestiu batina no Seminário Nossa Senhora da Assunção.

Pobreza franciscana
Zé Aldemir, ou calça as sandálias de São Francisco e caminha em direção à capital federal ou o município de Cajazeiras vai minguar na pobreza franciscana ao não conseguir verbas federais para grandes obras estruturantes, mas antes, tem que economizar tostão por tostão até amealhar o necessário para renegociar a astronômica dívida de mais de 30 milhões de reais devida ao IPAM. Já dizia Delfim Neto: “dívida não se paga, se rola”.

Leilão
As eleições serão ainda em 2018, mas começaram os leilões para arrematação de votos. Em Cajazeiras já se encontram na bandeja do leiloeiro os nomes de quatro vereadores e cinco suplentes (os de sempre) e em São José de Piranhas a candidata derrotada na última campanha para prefeitura. Estariam na disputa: Dra. Paula Meireles e Dr. Júnior Araújo.

Frustrados
Por enquanto o sonho de alguns pretendentes para assumir o lugar vacante do professor Francisco das Chagas Amaro da Silva, na secretaria executiva de cultura de Cajazeiras, foi adiado depois que o prefeito José Aldemir, ao ser interrogado quem seria o substituto, fechou a resposta com duas palavras: “Chagas continua”, para desespero dos “amigos do poder”.

Perdidas ilusões
O Projeto de Lei que foi aprovado pela Câmara Municipal de Cajazeiras que determina um “Orçamento impositivo” às emendas ao orçamento dos ilustres vereadores entrará para os anais da casa como “história da carochinha”. Esta tentativa já foi feita a nível federal e estadual, mas quase na sua totalidade se tornaram ilusões perdidas, quimeras e perda de tempo.

De novo, novamente
A Câmara Municipal de Cajazeiras aprovou a criação do Distrito de Catolé dos Gonçalves, onde estão plantadas as raízes e os sonhos da renomada educadora Carmelita Gonçalves, que ao ser parabenizada teria dito: de novo! Seria interessante mandar rever os anais para que este fato não se transforme em mais uma “galhofa” da Casa de Otacílio Jurema, nome que sempre imprimiu respeito, orgulho e honra para a cidade.

Os caminhos de Epitácio Pessoa
Após ser ampliada a noticia de que o governador Ricardo Coutinho poderá ser candidato a presidente da República, pelos microfones da Rádio Alto Piranhas, inúmeros rádio ouvintes se manifestaram, pelo telefone, de cidades do Ceará e do Rio Grande do Norte favoráveis a esta ideia, com declarações de exaltação e júbilo, que chegou a surpreender a bancada do programa Rádio vivo. Não é só noticia ruim que se espalha com rapidez, as excelentes também.

Corrida desenfreada
Bastou a justiça eleitoral divulgar que o cidadão que não fizesse a biometria poderia deixar de receber o bolsa família que as filas ficaram imensas em frente da Biblioteca Municipal Castro Pinto. Fica mais que evidente que o interesse do eleitor não é político, mas essencialmente ligado à miséria e a fome. Imagine se o voto não fosse obrigatório? O descrédito é imenso na classe política brasileira.

Lúcia Cartaxo Pires de Sá
Anotem este nome: Lúcia Cartaxo Pires de Sá, mãe de Luciano Cartaxo, atual prefeito de João Pessoa e o mais cotado para unir as oposições como candidato a governador da Paraíba. Lúcia é Cajazeirense, nascida no seio de uma das famílias mais tradicionais da cidade. Este seria um dos motes que o prefeito Zé Aldemir teria para conquistar os votos dos cajazeirenses em torno do candidato que ele defende: Luciano Cartaxo. Nem Jesus negou os pedidos de Maria.

Do Gazeta do Alto Piranhas

PADRE E A POLÍTICA?

VÍDEO: ‘Padre das Multidões’ do Sertão recebe convite para ser candidato em 2022 e resposta surpreende

PEDRA PRENDEU O FREIO

VÍDEO EXCLUSIVO: Escuridão, rua esburacada e pedras soltas causam grave acidente de moto em Cajazeiras; vítima desabafa: ‘tive medo de morrer’

MÚSICA E INTERAÇÃO

VÍDEO: Acústico Diário recebe cantora do Rio Grande do Norte, rappers de Cajazeiras e bomba audiência

TERCEIRO MAIS VOTADO

VÍDEO: Vereador da região de Sousa renuncia cargo, volta a trabalhar como mecânico e diz: ‘ajudo mais’

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!