header top bar

section content

Governador fala da polêmica dos codificados, revela que vai colocar polícia para investigar o caso e declara: “Cagepa de Sousa não existe”

Ricardo Coutinho explicou que a folha dos codificados seria de R$ 15 milhões e "aumentaram para R$ 23 milhões para enganar a população.

Por Luzia de Sousa

30/05/2017 às 17h25 • atualizado em 31/05/2017 às 07h30

Em entrevista a TV Diário do Sertão nessa segunda-feira (29), em Sousa, o governador Ricardo Coutinho (PSB) falou da polêmica lista dos ‘codificados’. O socialista foi enfático e declarou: “Eu estou dizendo que vou colocar polícia nisso é isso que estou dizendo. Já pedi a designação de um delegado para que a polícia descubra quem são os responsáveis por essa fraude. Mas essa fraude é tão bisonha”.

+ Quase 2 mil pessoas: Ricardo entrega ônibus, laboratórios de informática e anuncia reforma e construção de escolas durante OD de Sousa

Ricardo Coutinho explicou que a folha dos codificados seria de R$ 15 milhões e “aumentaram para R$ 23 milhões para enganar a população. Fraudaram a folha. Fraude é crime. Se forem funcionários públicos perderam seus empregos”.

Ele disse que os codificados eram “clandestinos” e no seu governo foi dado transparência ao caso, além de reduzir o número dos empregados.

Cagepa
Quanto a questão da Capega de Sousa, Ricardo Coutinho explicou que a gestão da água sousense é municipalizada, tendo a frente o Daesa, mas relembrou que construiu a adutora da cidade para não deixar a população morrer de sede.

“A água em Sousa é municipalizada, se retornarem a Cagepa, ela fará naturalmente os serviços. A Cagepa não existe mais do ponto de vista de distribuição de água em Sousa”, declarou o governador.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’

VÍDEO

Jovem jornalista estreia programa na TV e conta tudo sobre o Atlético de Cajazeiras no Paraibano 2019