header top bar

section content

Condenada em 2ª instância, ex-prefeita de Pombal pode ficar fora da disputa de 2018

Ela já havia sido condenada em primeira instância e a sentença foi mantida.

Por Luzia de Sousa

15/06/2017 às 21h36 • atualizado em 16/06/2017 às 11h35

Ex-prefeita de Pombal Pollyanna Dutra

A ex-prefeita de Pombal Pollyanna Dutra foi condenada pela prática de improbidade administrativa. O acórdão foi publicado no diário eletrônico do TJPB.

Ela já havia sido condenada em primeira instância e a sentença foi mantida. Não há mais detalhes do processo, mas o caso tem a ver com a contratação de servidores sem concurso.

“Pagamento de salários a servidores ocupantes do mesmo cargo com diferenciação superior a 200%. Malversação do princípio do concurso público. Contexto que perdurou por mais de três anos. Dolo genérico configurado. Dever de realização de concurso público”, destaca a ementa do acórdão.

O processo foi julgado pela Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça. Por unanimidade, foi dado provimento parcial ao recurso do Ministério Público e negado provimento ao recurso da ex-prefeita.

Pollyanna, que pertenceu aos quadros do PT, ingressou recentemente no PSB, partido do governador Ricardo Coutinho. Com essa condenação ela poderá ficar fora da disputa eleitoral de 2018.

Os Guedes

TOTALMENTE RENOVADO

VÍDEO: Com mais elegância e tecnologia, novo carro da Wolkswagen é lançado com festa em Cajazeiras

ENTREVISTA

VÍDEO: João Azevêdo garante que tem planos para fortalecer produção de leite e área da saúde em Pombal

ALÍVIO

VÍDEO: Para vice-presidente do SINDIÁGUA, eleição de João Azevêdo afasta risco de privatização da Cagepa

FASE DE 'ÓCIO'

VÍDEO: Aposentado, jornalista da PB cita ex-colegas da imprensa que ele admira e diz se pretende voltar