header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Justiça condena prefeitura da cidade de Sousa a pagar FGTS de médica contrata sem concurso público

Quem atuou nesta ação foi o advogado Lafayette Gadelha

Por Luzia de Sousa

04/05/2018 às 08h24 • atualizado em 04/05/2018 às 14h26

Prefeitura de Sousa (Foto da internet)

O Juiz de Direito em Substituição da 5ª Vara Mista de Sousa, Agílio Tomaz Marques condenou nessa quinta-feira (4), a prefeitura de Sousa, Sertão da Paraíba a depositar o FGTS de médica contratada temporariamente pelo município.

A médica Deysi Yenit Charcape Quiroz entrou com pedido na Justiça, alegando que o município não teria recolhido o FGTS do período trabalhado, que foi entre 2013 a 2016.

O juiz julgou procedente o pedido e condenou o município ao recolhimento do FGTS pelo período trabalhado e não atingido pelo prazo prescricional qüinqüenal (2013 a 2016), devendo incidir sobre todos os valores juros simples dos depósitos da caderneta de poupança e correção monetária calculada com base no IPCA.

Atuou nesta ação o advogado Lafayette Gadelha.

Lafayette Gadelha (foto: Diário do Sertão)

O outro lado
A prefeitura apresentou contestação no curso do processo alegando não possui nenhum amparo legal no que se refere aos pleitos de FGTS, bem como que nos contratos administrativos inexiste o depósito da referida verba.

DIÁRIO DO SERTÃO

CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores