header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

VÍDEO: Júnior Araújo detona Jeová ao citar estrada de Boqueirão e ‘injustiça’ com Carlos e Denise

Ex-vice-prefeito de Cajazeiras disse que Jeová Campos não cumpriu com o compromisso de dar apoio pleno na campanha à reeleição da ex-prefeita Denise Oliveira

Por Jocivan Pinheiro

04/05/2018 às 15h26 • atualizado em 04/05/2018 às 15h31

O racha entre o deputado estadual Jeová Campos (PSB) e o grupo do ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Antônio (DEM), ficou ainda mais evidente após as declarações do ex-vice-prefeito e pré-candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa, Júnior Araújo (Avante), no programa Xeque-Mate desta semana.

Indagado sobre a possibilidade de desistir da candidatura a deputado para apoiar Jeová no intuito de ser candidato a prefeito em 2020, numa escala de zero a dez, Júnior foi contundente ao responder que a chance é zero e que Jeová foi injusto com Carlos Antônio ao não cumprir com o compromisso de dar apoio pleno na campanha para reeleição da ex-prefeita Denise Oliveira (PSB), que viria a ser derrotada por José Aldemir.

“Nós acreditamos em Jeová quando ninguém acreditava. Jeová estava sem mandato, sem prestígio político, desacreditado, não tinha sequer agentes políticos defendendo seu nome, e nós cumprimos à risca nosso compromisso com ele. Lamentavelmente ele não cumpriu seu compromisso conosco. Então, nós não devemos absolutamente nada ao deputado Jeová. Não há motivo nenhum para o deputado cobrar fidelidade do ex-prefeito Carlos Antônio, da ex-prefeita Denise e do nosso grupo politico”, disse.

+ Assista ao programa Xeque-Mate completo com Júnior Araújo e Gilberto Lira

Júnior Araújo no programa Xeque-Mate

Estrada de Boqueirão

Ao ser perguntado se Jeová e a primeira-dama Paula Francinete (PP), também pré-candidatos a deputado e deputada, têm vantagem sobre ele na campanha deste ano, pois ambos contarão com as ‘máquinas’ administrativas (Paula com a Prefeitura e Jeová com apoio do governador), Júnior disse que será uma luta de “dois Golias contra um Davi”, fazendo alusão à famosa passagem bíblica que relata a batalha entre o jovem israelita e o ‘gigante’ filisteu.

Nesse momento, Júnior Araújo ‘alfineta’ Jeová ao lembrar que a pavimentação da estrada que liga Cajazeiras ao Distrito de Boqueirão nunca passou de promessa de campanhas. “De quatro em quatro anos o filme se repete. As pessoas sabem que não podem mais cair no conto do vigário de acreditar nessas promessas vãs”, declarou.

Antipropaganda

Na sequência, o ex-vice-prefeito afirmou que, mesmo não tendo à sua disposição os recursos financeiros e a ‘militância’ dos servidores da Prefeitura, ele acredita na vitória porque propõe uma política nova, uma gestão mais participativa, mais conhecedora dos problemas do município e também terá a seu favor a ‘antipropaganda’ que o governo de José Aldemir fará contra ele próprio, pois, segundo Júnior, a administração está desastrosa.

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça

CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas