header top bar

section content

Ausência de vereadora na Câmara e raxa entre os girassóis, são alguns dos moídos políticos em Cajazeiras

Os principais moídos políticos da cidade de Cajazeiras estão na coluna 'Faísqueira' do Gazeta do Alto Piranhas

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

01/07/2018 às 09h36 • atualizado em 01/07/2018 às 09h38

Câmara Municipal de Cajazeiras

Reafirmando  O governador Ricardo Coutinho, na última quinta feira, dia 21, voltou a reafirmar que o seu candidato a deputado estadual em Cajazeiras é Jeová Campos. Esse recado ele vem mandando a muito tempo, mas entre os seus aliados só quem tem demonstrado fidelidade e seguido sua orientação é o vereador Marcos Barros.

Deslocado  Na solenidade da assinatura de contratos do Empreender, em Cajazeiras, no Teatro Ica, notava-se que o candidato a deputado estadual, Júnior Araújo, do grupo liderado por Carlos/Denise, não estava se sentido “confortável”. Na lista do governador, repassada para o cerimonial, nem Júnior Araújo e nem Carlos Antonio estavam escalados para falar, enquanto Jeová Campos, mesmo com problemas na voz, usou da palavra.

Divisão  O reino dos girassóis em Cajazeiras continua cada vez mais dividido e esta “briga” vem se acentuando com a aproximação das eleições. No grupo de Jeová Campos, o vereador Rivelino Martins, vota em Estela Bezerra contrariando a posição/indicação do governador Ricardo Coutinho.

Velha briga  O vereador Jucinério Félix volta a “pegar no pé” da vereadora Léa Silva e tá pastorando todos os seus passos. Algumas ausências justificadas de Léa nas sessões da Câmara estariam incomodando Jucinério, depois de tê-la visto em alguns eventos políticos. Esta rixa vem dos tempos em que ambos ocuparam a secretaria de assistência social de Cajazeiras e não vai acabar por aqui, ainda vai muito longe.

Vôo solo  O senador e candidato a governador José Maranhão continua “insistindo” e demonstrando que não arreda um centímetro de sua candidatura, que por enquanto navega sozinho na dianteira, conforme disse em uma entrevista coletiva em Cajazeiras: “estou com 35% e outros com 14, 15 por cento”.

Disponibilidade  O DEM age para indicar o vice na chapa encabeçada por João Azevedo (PSB) e quer emplacar o nome do ex-senador Efraim Morais (DEM), que tem uma longa história de fidelidade ao governador Ricardo Coutinho.

Descrédito na maioria  Ficou comprovado, via eleições ao governo do estado de Tocantins, que 51,83%  do total de eleitores, incluindo abstenções, nulos e brancos que o povo brasileiro está rejeitando a classe política, independente de cor partidária. Tudo leva a crer que este “fenômeno” se repetirá em outubro.

João Claudino  O empresário João Claudino na sessão que recebeu o titulo de cidadão de São José de Piranhas teve a oportunidade de  ouvir alguns discursos, dentre eles o do prefeito José Aldemir, que aproveitou a oportunidade para fazer a campanha de sua esposa, Dra. Paula Meireles, que é candidata a deputada estadual, ressaltando de que seria a primeira mulher daquela terra a ter possibilidade de ser eleita deputada. Zé não perde a oportunidade de fazer campanha pra Paula, nem em jogo de bila, imagina numa solenidade transmitida por várias emissoras de rádio.

Capa do Jornal Gazeta do Alto Piranhas da Semana

João Claudino   O discurso que mais “tocou” o coração de Seu João foi proferido pelo deputado estadual Jeová Campos, ao narrar a sua vida de vendedor de alho na mesma rua do comércio de Joca Claudino, pai de Seu João. Jeová, mesmo com a voz “sofrida”, conseguiu passar fortes emoções, rebuscou lembranças, reminiscências e fatos do passado.

Thompson Mariz   O ex-reitor da UFGC, Thompson Mariz, candidato a deputado federal pelo PSB, poderá colher muitas dezenas de votos em Cajazeiras, antes destinados ao deputado Luís Couto (PT). Está tendo também a simpatia de uma boa parcela do empresariado da cidade, de professores e estudantes, todos reconhecidos pelas suas lutas em defesa da educação e principalmente por ter implantado o curso de medicina em Cajazeiras.

Errou  O candidato a deputado estadual, Júnior Araújo (AVANTE), segundo Marcos Barros, teria errado no número de contratos que havia conseguido junto ao governo do estado: “não foram 60 e sim mais de 100”. Júnior, em entrevista, teria dito, sem citar o nome, mas para um bom entendedor seria Marcos Barros, que o mesmo era altamente beneficiado no governo de Ricardo, enquanto os seus padrinhos de candidatura, Carlos/Denise, possivelmente não estariam com todo este prestígio.

O Gazeta do Alto Piranhas circula todas as sextas-feiras e é o único jornal impresso da região. Para assinar ligue: (83) 3531-1535.

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras