header top bar

section content

VÍDEO: João, Lucélio e Maranhão discutem privatização da Cagepa e situação do DAESA em Sousa no debate

A situação hídrica do Sertão paraibano foi um dos temas do debate com os candidatos ao governo do estado realizado pela TV Diário do Sertão e a Subseção da OAB

Por Jocivan Pinheiro

25/09/2018 às 16h02

A situação hídrica do Sertão paraibano foi um dos temas do debate com os candidatos ao governo do estado realizado nesta segunda-feira (24), em Cajazeiras, pela TV Diário do Sertão e a OAB local.

Dentro do tema, com base nas regras do debate, o candidato João Azevedo (PSB) perguntou a Lucélio Cartaxo (PV) sobre privatização da Cagepa e conflito entre o Estado e o DAESA na cidade de Sousa com relação à administração da água.

Segundo João Azevedo, o Governo Federal pretende privatizar todas as companhias de água do país. Mas o Governo do Estado teria encaminhado uma carta afirmando que a Cagepa continuará pública.

João afirma que a Cagepa dava prejuízos na época em que José Maranhão (MDB) era governador. Mas durante o governo de Ricardo Coutinho (PSB), a entidade passou a ter superávit e a oferecer benefícios para as pequenas cidades, o que, segundo ele, não seria possível com empresa privada.

João Azevedo, Lucélio Cartaxo e José Maranhão no debate em Cajazeiras

Resposta

Lucélio negou que tenha intenção de privatizar a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba, mas vai exigir mais eficiência da entidade, caso seja eleito.

“A Cagepa é um patrimônio do estado da Paraíba. Agora, é inegável que qualquer governo que se preze tem que exigir eficiência. Nos últimos oito anos já se foram 130% de aumento na taxa. Qual foi o trabalhador no Brasil que teve, nos últimos anos, reajuste de 130%? Nenhum. Então vamos cobrar eficiência. Essa é a palavra”.

Sobre o DAESA

Para resolver a situação do Departamento de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental de Sousa (DAESA), Lucélio disse que vai priorizar o diálogo para que haja uma prestação de contas.

“Não vamos fazer imposição nem tomar medidas drásticas que prejudiquem a população, não só de Sousa, mas de qualquer outra cidade da Paraíba. É isso que a Paraíba quer. Não é botar culpa em governo A, B ou C. No nosso governo não teremos tempo para perder com picuinhas”.

José Maranhão

Com direito a comentar sobre o assunto, o candidato do MDB lamentou o conflito entre o Estado e o órgão municipal, disse que enfrentou esse problema quando foi governador e que resolveu com diálogo: “Um governo democrático tem obrigação de tratar dessas questões debatendo, discutindo com as partes a melhor forma de chegar a um entendimento”.

DIÁRIO DO SERTÃO

ASSISTA!

Imagens de câmeras de segurança mostram assalto a comerciante em frente a banco na cidade de Patos

LAMENTÁVEL

Por causa de dívida de drogas do filho, Sertaneja é morta a tiros dentro de casa no Distrito Federal

VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população